Aqueduto da Carioca

O inicio da construção de um aqueduto que levaria as águas do Carioca, de Paineiras, do Cosme Velho e de Santa Teresa até à Ajuda, data do Governo de Martim Correia de Sá (1602-1608). Vários governos se sucederam, mas as obras só tiveram prosseguimento em 1793 quando Gomes Freire obteve a autorização régia para dar continuidade aos trabalhos e modificar o seu destino, direcionando-o para o então Largo de Santo Antonio, que por isso passou a se chamar Larqo da Carioca. É semelhante ao das Águas Livres, de Lisboa, exemplar dos aquedutos romanos. Partindo do morro de Santa Teresa, atravessa o vale da Lapa numa extensão de 270m, com duas séries de 42 arcos de volta completa, os mais altos com mais de 17m de altura.

Fonte

  • Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Diretoria de Parques e Jardins. Monumentos do Rio – Obras de Arte existentes nos Logradouros Municipais, 1983.

Páginas

Mapa – Arcos da Lapa, antigo Aqueduto da Carioca

Aquedutos, Fontes e Chafarizes