Chafariz da Praça São Salvador

Obra de Louis Sauvageau, fundido em Val d’Osne. Paris. Da época e no estilo de Napoleão III, compõe-se de amplo tanque de granito com três degraus tendo ao centro, sobre embasamento ornado com figuras de crianças sobre golfinhos, uma bacia finamente trabalhada da qual jorra a água por quatro bicas. Sobre a mesma, a água é elevada em chafariz. Ao centro, encimando o conjunto, uma figura feminina verte a água de um cântaro.[1]

O chafariz da Praça São Salvador parece ser um dos 14 chafarizes inaugurados entre 1883 e 1885, e já esteve bem mais perto da Praça José de Alencar; como mostra claramente uma foto de Malta. Após a reforma da área no seu entorno, o antigo chafariz contrasta com a concepção moderna do mobiliário urbano. No meio de um tanque em cantaria, com sinuoso formato, sua beleza é ressaltada. Na base do conjunto, crianças sobre golfinhos sustentam uma bacia bastante ornamentada, sobre a qual ergue-se A Fonte, obra de Louis Sauvageau, datada de 1862, uma figura feminina, que derrama a água de um cântaro.[2]

Fontes

  1. Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Diretoria de Parques e Jardins. Monumentos do Rio – Obras de Arte existentes nos Logradouros Municipais, 1983.
  2. Élisabeth Robert-Dehault, Eulália Junqueira e Antônio Bulhões. Fontes d’Art do Rio de Janeiro – Chafarizes e estátuas franceses. Les Éditions de l’Amateur Paris ASPM FBM. 2000.

Páginas

Mapa

Aquedutos, Fontes e Chafarizes