Preliminar

Numa síntese, imposta pela observância da duração das conferências desta Casa e pela magnitude do assunto, apreciadas sejam – em obediência ao enunciado – interessantes questões correlacionadas com o estilo Barroco, sob três aspectos: de origem e tradição histórica; de peculiaridades tectônicas e plásticas, merecedoras de exame; de sua relação ou antagonismo com estilos anteriores ou posteriores, ou com ele correlacionados, tanto na Europa quanto no Brasil, como sejam o Rocalha, o Rococó, o D. João V, o Churrigueresco e o Plateresco.

As apreciações e considerações feitas preliminarmente e, depois, no decurso da explanação e análise do assunto em foco tornaram-se indispensáveis para o mais amplo desvendamento do Barroco, das suas origens técnico-artísticas e das causas religioso-sociais que lhe deram vida e esplendor. Não se pretendeu descriminar as características de cada templo, nem mencionar nomes, pois umas e outros são do conhecimento geral. Os objetivos foram outros: trazer à luz da evidência, aspectos, contribuições e influências, englobando, assim, questões ainda não focalizadas entre nós e, não obstante, merecedoras de atenção e apreço.

Tratando-se neste estudo somente o que diga respeito à terra da Carioca, o assunto fica restrito aos respectivos limites geográficos. Mesmo porque, no relativo ao Barroco no Brasil e, especialmente, em Minas Gerais, existem notáveis trabalhos devidos ao nosso ilustre confrade, figura da primeira plana da arquitetura e da decência, Professor Paulo Ferreira Santos.

Igual procedimento adotamos quanto ao estudo da escultura, propriamente dita, visto que existe quem domina a matéria: o Professor Emérito Dr. Carlos Del Negro, que acaba de enriquecer a história artística com uma obra monumental, em dois volumes: Escultura ornamental barroca no Brasil que lhe abre as portas de nosso cenáculo.

Justificado, dessa sorte, o nosso propósito, diremos que as referências a outros e regiões da Europa e da América visam, apenas, a comparar, conjeturar ou fixar parentescos artísticos e espirituais através do espaço, do tempo e do homem.

Imagem destacada

  • 1 – Influência Herreriana estereotipada pelo revestimento com placas. Portada barroca trazida de Portugal. Igreja da Ordem Terceira do Carmo no Rio de Janeiro.

O Barroco no Brasil