Monumentos da Cidade do Rio de Janeiro

A Música
Histórico: Trata-se de um dos estudos de Bernadelli para a execução da peça que iria ser instalada na fachada do Theatro Municipal, em construção na época.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: 1906
Localização: Av. Pasteur – Rio de Janeiro – RJ
Abertura dos Portos
Histórico: Trata-se de um conjunto escultórico composto por duas escadarias, que dão acesso a Rua do Russel, e balaustrada em ferro fundido com luminárias. Duas figuras femininas em bronze representam o Comércio e Navegação. Essa obra foi uma iniciativa da Associação Comercial do Rio de Janeiro e a obra foi inaugurada no centenário da Abertura dos Portos.
Autor: desconhecido
Inauguração: 28 de janeiro de 1908
Localização: Rua Juarez Távora, Rio de Janeiro – RJ
Acoplamento
Histórico: Esta peça foi doada à prefeitura do Rio de Janeiro pela companhia Cerveja Brahma.
Autor: Mário Cravo
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba , Rio de Janeiro – RJ
Adelino Moreira
Histórico: A homenagem é uma estátua do homenageado sentado em uma mesa tocando violão.
Autor: Mestre Saul
Inauguração: 2009
Localização: Rua Campo Grande, Rio de Janeiro – RJ
Adolfo Bergamini
Histórico: Trata-se de um dos Prefeitos homenageados pela cidade, guardando assim a sua importância histórica.
Autor: Leão Veloso
Inauguração: 1946
Localização: Praça Mahatma Ghandi, Rio de Janeiro – RJ
Afonso Celso
Histórico: Trata-se de uma homenagem ao membro fundador da Academia Brasileira de Letras.
Autor: L. Ramos
Inauguração: 31 de janeiro de 1960
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Alberto de Oliveira
Histórico: Alberto de Oliveira é um dos principais poetas parnasianos. Por sua obra, está homenageado na cidade.
Autor: Petrus Verdier
Inauguração: 1927
Localização: Praça Luis de Camões, Rio de Janeiro – RJ
Alberto Nepomuceno
Histórico: O monumento foi realizado em sua homenagem por seu destaque como nacionalista de uma extensa obra, com numerosas composições para piano, violoncelo e órgão.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: 1910
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Alfredo Agache
Histórico: O monumento é uma homenagem da Associação dos Artistas Brasileiros, do Clube de Engenharia e do Comitê Nacional de Urbanista.
Autor: Heitor Usai
Inauguração: 1992
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Alim Pedro
Histórico: Trata-se de um obelisco em homenagem ao prefeito da Cidade de 1956 a 1960.
Autor: Miguel Pastor
Inauguração: 1958
Localização: Praça Francisco Barbosa, Rio de Janeiro – RJ (Praça Alim Pedro)
Almirante Barroso
Histórico: Este monumento foi inaugurado em 1909, na Praça Luís de Camões na Glória. Com as obras do Metrô, o monumento foi transferido para a Praça Paris, onde se encontra desde então.
Autor: Correia Lima
Inauguração: 19 de novembro de 1909
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Álvaro Reis
Histórico: O conjunto escultórico apresenta o Rev. Álvaro Reis com duas crianças próximas. Foi um monumento idealizado pelo Rev. Guilhermino Cunha ao Prefeito da Cidade para homenagear o fundador do INPAR, uma instituição da obra social da Igreja Presbiteriana.
Autor: Joás Pereira dos Passos
Inauguração: 30 de dezembro de 2010
Localização: Rua Visconde Duprat – Rio de Janeiro – RJ
Amizade entre os Povos
Histórico: Este monumento, teve a estátua obtida por subscrição do povo dos Estados Unidos da América do Norte, sob os auspícios da America Chamber of Comner for Brazil, em comemoração ao centenário da Independência do Brasil. A obra tem uma figura feminina de pé, sustentando na mão direita uma palma de louros.
Autor: Benevenuto Berna
Inauguração: 4 de julho de 1931
Localização: Praça IV de Julho, Rio de Janeiro – RJ
Ampulheta – A Medida do Tempo
Histórico: A obra foi comprada pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro.
Autor: Frans Krajcberg
Inauguração: 22 de agosto de 1986
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Ana Néri
Histórico: Este monumento foi erguido numa resolução formada na Terceira Conferência Interamericana, realizada no Rio de Janeiro em 1935, onde contribuíram as Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha dos seguintes países: Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Estados Unidos, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Nicarágua, Paraná, República Dominicana, São Salvador, Uruguai e Venezuela.
Autor: Praça Cruz Vermelha – Centro
Inauguração: 29 de dezembro de 1956
Localização: Praça Cruz Vermelha, Rio de Janeiro – RJ
Âncora
Histórico: Trata-se de uma âncora de um navio brasileiro doada pela Marinha do Brasil para adornar o espaço público.
Autor: desconhecido
Inauguração: 26 de maio de 2012
Localização: Praça Marechal Âncora, Rio de Janeiro – RJ
Antonio Januzzi
Histórico: O monumento foi uma doação da ONG Ital Rio para a prefeitura do Rio. Antonio Jannuzzi chegou ao Brasil em 1874 e, com seu estilo eclético, foi responsável pela construção de vários prédios. Sua maior obra foi a construção da Avenida Rio Branco.
Autor: desconhecido
Inauguração: 2 de junho de 2012
Localização: Rua 7 de setembro, Rio de Janeiro – RJ
Antonio Silveira
Histórico: Homenagem ao ex-chanceler, embaixador Antonio Azeredo da Silveira, é um marco com uma placa em bronze.
Autor: Embaixada do Rio e Janeiro
Inauguração: 29 de novembro de 2012
Localização: Espaço Rio Branco, Rio de Janeiro – RJ
Ao Levante do Forte
Histórico: Esse marco foi uma iniciativa para perpetuar a história da Revolta dos 18 do Forte de 1922.
Autor: Honório Peçanha
Inauguração: 05 de julho de 1944
Localização: Praça Eugenio Franco, Rio de Janeiro – RJ
Aos 450 anos dos Anglicanos
Histórico: Em frente a uma grande mesa em bronze, destacam-se as figuras de Pierre Richier e Guillaume Chartier, em bronze, de pé próxima a uma taça. Na frente da grande mesa, está a inscrição “Em memória de mim”. Monumento comemorativo do culto reformado com a celebração da Santa Ceia no Brasil e nas Américas.
Autor: Joás Pereira dos Passos
Inauguração: 21 de março de 2007
Localização: Rua Gustavo de Lacerda – Rio de Janeiro – RJ
Arco do Teles
Histórico: Trata-se para comunicar a antiga Praça do Carmo (atual Praça XV de Novembro) e a rua da Cruz (atual rua do Ouvidor). O nome pelo qual é conhecido deve a sua origem aos Teles de Meneses, proprietários de prédios no local. Em 1790, um incêndio destruiu a maior parte da casa dos Teles de Meneses, restando apenas a parte que hoje constitui o Arco do Teles.
Autor: projeto do brigadeiro José Fernandes Pinto Alpoim
Inauguração: século XVIII
Localização: Praça XV, Rio de Janeiro – RJ
Arco-íris
Histórico: Estruturas em aço pintadas nas cores do arco-íris.
Autor: George Guerra e George Lopes
Inauguração: 23 de julho de 1996
Localização: Rua Coronel Agostinho, Rio de Janeiro – RJ
Arcos
Histórico: Foi construído no período do vice-rei Marquês do Lavradio com objetivo de defender os invasores vindos da Zona Sul.
Autor: desconhecido
Inauguração: executado no período de 1769 a 1779
Localização: Ladeira do Leme, Rio de Janeiro – RJ
Arcos da Lapa
Histórico: É a maior obra pública de engenharia século XVIII. Sua construção de pedra e argila, em estilo romano, em dupla arcada tem quarenta e dois arcos. Era um aqueduto trazendo as águas das nascentes do Rio Carioca até o Largo da Carioca.
Autor: A obra foi dirigida pelo Brigadeiro Apoim
Inauguração: durante os anos de 1744 a 1750
Localização: Largo da Lapa, Rio de Janeiro – RJ
Ari Barroso (Busto)
Histórico: O monumento foi erguido em homenagem ao autor da música Aquarela do Brasil.
Autor: Edson Jannuzzi
Inauguração: 13 de abril de 1974
Localização: Av. Atlântica, Rio de Janeiro – RJ
Ari Barroso (Estátua sentada)
Histórico: Trata-se de uma solicitação dos moradores do bairro do Leme para homenagear o compositor que passou os últimos 40 anos no bairro.
Autor: Leo Santana
Inauguração: 19 de dezembro de 2003
Localização: Av. Atlântica, Rio de Janeiro – RJ
Artur Azevedo
Histórico: Trata-se de um busto em bronze em frente ao teatro em sua homenagem.
Autor: Miguel Pastor
Inauguração: 1960
Localização:
Artur Rios
Histórico: A homenagem é um busto em bronze do senador, na rua em sua referência.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Rua Artur Rios, Rio de Janeiro – RJ
Assis Chateaubriand
Histórico: A homenagem a Assis Chateaubriand partiu do Jornal do Comércio, que solicitou autorização à prefeitura para instalar o monumento reverenciando o jornalista, empresário, mecenas e político. Foi também advogado, professor de direito, escritor e membro da Academia Brasileira de Letras.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1993
Localização: Rua da Candelária, Rio de Janeiro – RJ
Atenas
Histórico: Escultura em mármore representando a Deusa protetora da agricultura.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça dos Estudantes, Rio de Janeiro – RJ
Atilio Correia Lima
Histórico: Este monumento homenageia o arquiteto que projetou  a Estação de Hidroavião na mesma praça onde, hoje, é o Clube da Aeronáutica.
Autor: C. Pincy
Inauguração: 1994
Localização: Praça Marechal Âncora, Rio de Janeiro – RJ
Atleta
Histórico: Escultura foi adquirida do escultor pelo Sr. Emilio Alfredo Giannelli e doada à prefeitura.
Autor: Remo Bernucci
Inauguração: 1987
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Augusto de Vasconcelos
Histórico: É um marco em forma de pirâmide com a efígie do homenageado em bronze.
Autor: Miguel Pastor
Inauguração: desconhecida
Localização: Av. de Santa Cruz, 11787-11853 – Sen. Vasconcelos (com Rua Inajá)
Aviadores
Histórico: Trata-se de um bloco de pedra com uma aguaia em bronze no seu topo representando os aviadores.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecido
Localização: Praça Salgado Filho, Rio de Janeiro – RJ
Baden-Powell
Histórico: O monumento foi uma iniciativa da União dos Escoteiros do Brasil ao Escoteiro Chefe Mundial.
Autor: Vincenzo Larocca
Inauguração: 28 de julho de 1960
Localização: Praça Luis de Camões, Rio de Janeiro – RJ
Baleia
Histórico: A escultura foi uma doação da empresa João Fortes Engenharia para a reurbanização da Praça Mauá.
Autor: Angelo Venosa
Inauguração: 1988 na Praça Mauá e em 1998 na Av. Atlântica
Localização: Av Atlântica, Rio de Janeiro – RJ
Bancos de Mosaico
Histórico: Três bancos de concreto foram decorados, com quebras de azulejos, com desenhos formando um mosaico abstrato e colorido.
Autor: Chica Granchi
Inauguração: 2001
Localização: Av. Atlântica, Rio de Janeiro – RJ
Barão de Ladario
Histórico: O monumento é a efígie do Barão, um herói da Marinha do Brasil, que teve seu nome como um dos grandes defensores dos limites do Brasil.
Autor: Joceil
Inauguração: 1989
Localização: Praça Barão de Ladario, Rio de Janeiro – RJ
Barão de Mauá – Praça Mauá
Histórico: A iniciativa da construção de um monumento a Mauá teve origem no Clube de Engenharia. A estátua do homenageado está apoiada numa coluna dórica de 8,30m de altura, talhada em granito irajá. A estátua apresenta mão ao alto, tendo na mão o chapéu alto e a bengala.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: 30 de abril de 1910
Localização: Rua Candelária, Rio de Janeiro – RJ
Barão do Rio Branco
Histórico: Essa escultura é de Charpentier e o monumento idealizado por Leão Veloso. Foi uma iniciativa do “Jornal do Commércio”, que promoveu uma subscrição pública para sua construção.
Autor: Felix Charpentier
Inauguração: semelhante a existente no Palácio de Itamarati, inaugurado em 7 de setembro de 1943
Localização: Praça do Expedicionário, Rio de Janeiro – RJ
Bartolomeu Mitre
Histórico: Este monumento foi uma doação da Argentina à nação brasileira. Bartolomeu Mitre foi político, escritor e jornalista.
Autor: Lourilland San
Inauguração: desconhecida
Localização: Praia de Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
Benjamim Constant
Histórico: O monumento apresenta diversos fatos históricos ligados à pátria e humanidade. No alto, a figura da Humanidade, no centro, a figura de Benjamim Constant e a esposa trazendo a bandeira republicana. O Monumento foi oferecido à cidade pelo Sr. Amaro da Silveira.
Autor: Décio Vilares e Eduardo de Sá
Inauguração: 14 julho de 1926
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Bernardo Pereira de Vasconcelos
Histórico: Foi o fundador do Colégio Pedro II, o primeiro grande estabelecimento de ensino secundário no país.
Autor: Flory Gama
Inauguração: inauguracao em data desconhecida
Localização: Av. Passos, Rio de Janeiro – RJ
Bica
Histórico: É uma fonte tipo stela proveniente das fundições de Val d´Osne. Está fixada numa coluna de concreto e tijolo.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Enzo Osborne
Bocage
Histórico: Trata-se de uma doação à cidade pelo governo Português em comemoração ao IV Centenário da fundação da cidade.
Autor: Joaquim Correia
Inauguração: 21 de dezembro de 1965
Localização: Praça Bariloche, Rio de Janeiro – RJ
Braguinha
Histórico: Foi uma doação à cidade pela Unisys do Brasil para homenagear um ídolo do carnaval carioca.
Autor: Otto Dumovich
Inauguração: 19 de fevereiro de 2005
Localização: Praça Demétrio Ribeiro , Rio de Janeiro – RJ
Broca
Histórico: Escultura em aço pintada na cor laranja.
Autor: George Guerra e George Lopes
Inauguração: 1996
Localização: Rua Coronel Agostinho, Rio de Janeiro – RJ
Buarque de Macedo
Histórico: A estátua ao engenheiro Manuel Buarque de Macedo foi construída por subscrição pública. O homenageado está de pé, tendo ao seu lado um globo terrestre e junto está escrita a palavra Agricultura.
Autor: Correia Lima
Inauguração: 5 de maio de 1938
Localização: Avenia Beira Mar , Rio de Janeiro – RJ
Calçada da Fama
Histórico: Trata-se de placas de granito preto, na forma de uma estrela, com o nome do homenageado gravado em baixo relevo. Foram fixadas, a princípio, 15 personalidades do bairro. Foi uma iniciativa dos moradores e contou com o apoio da prefeitura à época.
Autor: desconhecido
Inauguração: 2004
Localização: Praça do Lido
Cândido de Oliveira
Histórico: O busto foi realizado em 1919 e colocado inicialmente na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em 1991, a prefeitura fundiu uma réplica do busto a fim de instalar em frente àquela faculdade para reconhecimento público.
Autor: C. Ramos
Inauguração: junho de 1991
Localização: Rua Moncorvo Filho, Rio de Janeiro – RJ
Candido Mendes
Histórico: Trata-se de uma homenagem a quem exerceu diversas funções em instituições de ensino e pesquisa nas áreas de sociologia e direito, além de representante do Brasil em diversas ocasiões em reuniões e organismos internacionais.
Autor: Benevenuto Berna
Inauguração: 24 de março de 1982, na Rua 7 de setembro, e 24 de março de 2001, na Praça Paris.
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Cápsula do Tempo (Bandeirantes)
Histórico: O monumento é um grande bloco quadrado rústico de granito em homenagem ao jubileu de ouro do Movimento Bandeirante no Brasil.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1969
Localização: Av Presidente Wilson, Rio de Janeiro – RJ
Carlos Chagas
Histórico: O monumento foi uma iniciativa do Governo do Estado e Conselho Federal de Cultura, no ano do centenário de seu nascimento.
Autor: Humberto Cozzo
Inauguração: 1979
Localização: Praia de Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
Carlos Drummond de Andrade
Histórico: O monumento foi instalado em comemoração ao centenário do nascimento do poeta.
Autor: Leo Santana
Inauguração: 30 de outubro de 2002
Localização: Av. Atlântica, 4018 – Rio de Janeiro – RJ
Carlos Gomes
Histórico: Foi colocada em frente ao Theatro Municipal, por sugestão do barítono Paulo Fortes. O monumento marcou o início da temporada lírica nacional de 1960.
Autor: Rodolfo Bernadelli (cópia)
Inauguração: 16 de janeiro de 1960
Localização: Praça Floriano, Rio de Janeiro
Carmem Gomes
Histórico: A homenagem à cantora lírica brasileira é uma inciativa dos artistas líricos brasileiros, que assim lhe prestaram a homenagem.
Autor: desconhecido
Inauguração: 4 de março de 1958
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Carvalho Brito
Histórico: Carvalho de Brito foi homenageado por sua atuação como advogado, político, empresário e diretor do Banco do Brasil.
Autor: Ruffo Fanuchi
Inauguração: desconhecida
Localização: Praia de Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
Cascata
Histórico: A cascata é uma construção em que blocos de rocailles imitam pedra para formar um conjunto de gruta e cascata com estalactites e estalagmites.
Autor: Glaziou
Inauguração: 1880
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Cascata dos Deuses
Histórico: Trata-se de um conjunto escultórico composto por duas figuras masculinas, executadas em argamassa que protegem uma cascata.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecido
Localização: Praça dos Expedicionários, Rio de Janeiro – RJ
Cascata de Burle Marx
Histórico: Após as obras do Metrô do Rio de Janeiro, a praça recebeu um novo tratamento paisagístico, com a implantação do projeto de Burle Max, com a cascata em calhas de concreto aparente e jorros verticais num jardim aquático.
Autor: Burle Max
Inauguração: 1981
Localização: Largo da Carioca, Rio de Janeiro – RJ
Cascata do Jardim do Valongo
Histórico: Trata-se de um trabalho em rocaille, construção de argamassa imitando pedras naturais, típico dos jardins românticos, construída no conjunto de todo o Jardim Suspenso do Valongo.
Autor: Luis Reis
Inauguração: 1906
Localização: Jardim do Valongo, Rio de Janeiro – RJ
Castelo
Histórico: Trata-se de uma construção de embelezamento do parque.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1974
Localização: Rua Francisco Sá, 86, Copacabana, Rio de Janeiro – RJ
Castelo Branco
Histórico: A estátua do ex-presidente Castelo Branco foi uma homenagem do povo e do governo do estado.
Autor: Dante Croce
Inauguração: 20 de setembro de 1964
Localização: Praça Julio de Noronha, Rio de Janeiro – RJ
Castro Alves
Histórico: O monumento é uma bela criação de Eduardo Sá, que executou um pedestal com uma representação marajoara, com pedras de diferentes tonalidades em uma composição original. A peça de meio corpo com um instrumento de corda nas mãos em refinado acabamento enobrece a homenagem.
Autor: Eduardo Sá
Inauguração: 1913
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Catulo da Paixão Cearense
Histórico: Trata-se de representação da cabeça de fisionomia de Sinhô, um agradecimento ao povo carioca.
Autor: Tito Bernucci
Inauguração: 4 de agosto de 1970
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Catulo da Paixão Cearense
Histórico: Poeta do povo, Catulo foi um dos mais populares de sua época que foi homenageado com o monumento.
Autor: Honório Peçanha
Inauguração: 11 de janeiro de 1940
Localização: Praça Mahatma Ghandi, Rio de Janeiro – RJ
Ceres
Histórico: A escultura foi instalada no Cais, onde desembarcaria a Imperatriz Tereza Cristina. De estilo neoclássica em mármore de carrara, é uma do conjunto de quatro esculturas que são as primeiras peças em área pública da cidade. Foi transferida para o Jardim do Valongo quando de sua construção por Pereira Passos.
Autor: desconhecido
Inauguração: 27 de janeiro de 1843 na atual Praça Barão de Tefé e em 1906 no Jardim do Valongo
Localização: Jardim do Valongo, Rio de Janeiro – RJ
Cesário de Melo
Histórico: O busto em bronze é uma homenagem do povo de Campo Grande.
Autor: L. Linel
Inauguração: 1952
Localização: Rua Felipe Cardoso, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz Canhão
Histórico: Escultura representando uma laranja descascada com um jorro de água direcionado.
Autor: George Guerra e George Lopes
Inauguração: 23 de julho de 1996
Localização: Rua Aurélio Figueiredo, Campo Grande, Rio de Janeiro
Chafariz da Dança das Águas
Histórico: O chafariz, chamado pelo autor de Dança das Águas, é inspirado nas figuras femininas da antiga Grécia. A ‘Oceania’, que representa as águas do oceano, a “Nereida”, que representa a água dos mares, e “Naiades” as águas das fontes.
Autor: Remo Bernucci
Inauguração: Glória em 1964 e transferido para a frente do CASS em 2002
Localização: Rua Afonso Cavalcanti, 455
Chafariz da Glória
Histórico: Foi executado por iniciativa do Marquês do Lavradio, quando as águas da Baía da Guanabara chegaram perto dele, junto à encosta do Morro do Desterro, atual Santa Tereza. Em 1905, o prefeito Pereira Passos imprimiu algumas alterações, acrescentando, na parte superior, um outro muro.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1772
Localização: Rua da Glória, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz da Imperatriz
Histórico: Chafariz formado por uma coluna monumental em gnaisse erguida no antigo Largo Municipal, hoje Praça Barão de Teffe, em homenagem ao desembarque naquele local, em 1843, da Imperatriz Da. Teresa Cristina Maria, esposa de D. Pedro II.
Autor: Bittencourt da Silva
Inauguração: 1853
Localização: Av. Barão de Tefé, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz da Mulher com Ânfora
Histórico: Foi uma encomenda da prefeitura em 1934 a Humberto Cozzo para esconder o ar-condicionado do Theatro Municipal. Foi transferida e inaugurada na Praça Pio XI. A escultura chamada pelo artista de Oferenda está no centro do lago, que tem a forma de rosa, com um jato de água saindo da ânfora.
Autor: Humberto Cozzo
Inauguração: 1934 na Praça Floriano Peixoto e em 1988 na Praça Pio X
Localização: Praça Pio X, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz da Mulher e o Menino
Histórico: Este chafariz adornava uma estação de tratamento de água, no Bairro do Engenho, e foi doado à cidade do Rio de Janeiro e instalado nessa praça.
Autor: Henri-Frédéric Iselin
Inauguração: 1963
Localização: Praça do Santo Cristo, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz da Praça
Histórico: Trata-se de chafariz de concreto armado com uma estrutura arrojada e escorrimento de água pelos vértices da construção.
Autor: Francisco Bolonha
Inauguração: década de 60 (século XX)
Localização: Praça Edmundo Bittencourt, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz da Praça
Histórico: Este monumento é um pequeno chafariz de ferro fundido no centro de um tanque circular de cantaria.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1882 no Largo da Mãe do Bispo e nesta praça desde 1924.
Localização: Praça Nicarágua, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz das Três Velas
Histórico: É um chafariz composto por três estruturas de concreto armado de tamanhos diferentes. Quando o chafariz funciona, a água sai do topo das estruturas como se estivesse acendendo uma vela.
Autor: Renato Primavera Marinho
Inauguração: 1992
Localização: Parque Noronha Santos, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz de Bangu
Histórico: Trata-se de um conjunto de dez chafarizes, cada um com um jorro central no centro.
Autor: Paulo Casé
Inauguração: 12 de dezembro de 2002
Localização: Avenida Ministro Ari Franco, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz de São Sebastião
Histórico: Trata-se da homenagem ao santo padroeiro da cidade do Rio de Janeiro. O monumento foi erguido pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, que teve o apoio do Arcebispo do Rio, Cardeal D. Jaime Câmara, e do governador, Carlos Lacerda.
Autor: Dante Grocce
Inauguração: 21 de agosto de 1965
Localização: Praça Luis de Camões, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz do Almirante Tamandaré
Histórico: Trata-se do monumento ao patrono da Marinha do Brasil, herói brasileiro.
Autor: Leão Veloso
Inauguração: 28 de dezembro de 1937
Localização: Praça Marinha do Brasil, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz do Lagarto
Histórico: Foi construído por determinação do Vice Rei Luiz de Vasconcelos, que priorizou o fornecimento de água na Cidade para atender a população da região.
Autor: Mestre Valentim
Inauguração: 1786
Localização: Rua Frei Caneca, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz do Mestre Valentim
Histórico: A pedido do governador Gomes Freire de Andrade, o chafariz foi destinado a melhoria do abastecimento de água para a população. Mestre Valentim foi encarregado pelo Vice-Rei do Brasil, D. Luis de Vasconcelos, do trabalho de remoção do chafariz para beira-mar. Sua função foi abastecer de água os navios que chegavam à cidade, sendo importante para a formação da mesma. Trata-se de belo trabalho de estilo barroco todo executado em gnaisse e mármore de lioz.
Autor: Mestre Valentim
Inauguração: 1789
Localização: Praça XV, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz do Museu Histórico Nacional
Histórico: O chafariz faz parte do conjunto paisagístico desenvolvido para a antiga Praça Marechal Âncora.
Autor: Escritório Burle Marx & Cia. Ltda
Inauguração: 2003
Localização: Praça Marechal Âncora, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz do Riachuelo
Histórico: Foi construído pelo Intendente Paulo Fernandes Vianna para abastecer a população da região.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1817
Localização: Rua do Riachuelo, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz do Vaso
Histórico: Trata-se de um chafariz em cujo centro está instalada uma ânfora em mármore de carrara com figuras em alto relevo.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Praia de Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz dos Golfinhos
Histórico: Trata-se de um conjunto escultórico representando golfinhos que jorram água. São reproduções das existentes no Jardim de Versailles.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1929
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz Estrela
Histórico: Trata-se de um chafariz de jorro de água que forma uma estrela com um jato central.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Praia de Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz Monumental do Jardim do Monroe
Histórico: Esse é o maior chafariz artístico em ferro fundido do Brasil. Foi adquirido em 1878 pelo Governo Imperial de D. Pedro II. De intensa beleza, não só pelas suas dimensões como pela beleza das figuras e ornatos que o compõem. Foi instalado na Praça XV de Novembro, no Rio de Janeiro, capital do Império. Durante o Governo Carlos Lacerda, em decorrência das obras para a construção da Av. Perimetral (1962) foi transferido para a Praça da Bandeira, ali permanecendo até 1978, quando foi transferido para a sua atual localização.
Autor: Mathurin Moreau
Inauguração: 1880
Localização: Praça Mahatma Ghandi, Rio de Janeiro – RJ
Chafariz Paulo Fernandes
Histórico: Foi construído pelo Intendente Paulo Fernandes Vianna para abastecer a população da região. Este chafariz, próximo ao do Lagarto, foi construído com um reservatório.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1816
Localização: Rua Frei Caneca, Rio de Janeiro – RJ
Chafarizes de Jorro Central (conjunto de 9 chafarizes separados)
Histórico: Este conjunto foi o primeiro construído na cidade com lago seco, isto é, o jorro saindo de uma cisterna abaixo do nível do piso coberto.
Autor: Eng. Miguel Pena Sattaminu de Arruda
Inauguração: 28 de maio de 2006
Localização: Av. Princesa Isabel, Rio de Janeiro – RJ
Chiquinha Gonzaga
Histórico: A homenagem partiu da Sociedade Cultural de Chiquinha Gonzaga. Chiquinha foi a primeira mulher brasileira a assinar partitura, chegando a realizar 77 peças teatrais e mais de duas mil composições musicais. Foi a compositora que melhor traduziu o ritmo brasileiro num estilo original.
Autor: Honório Peçanha
Inauguração: 17 de outubro de 1942
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Clóvis Beviláqua
Histórico: O monumento é uma homenagem a quem organizou o projeto do Código Civil Brasileiro e representou o Brasil no Tribunal de Haia.
Autor: Honório Peçanha
Inauguração: dezembro de 1943
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Coelho Cintra
Histórico: O busto foi uma homenagem dos moradores do bairro ao pai de Copacabana.
Autor: Laurindo Ramos
Inauguração: 1958
Localização: Av Princesa Isabel , Rio de Janeiro – RJ
Coluna Média em Cantoneira
Histórico: Escultura abstrata do mais importante artista neoconcretista do Brasil.
Autor: Franz Weissmann
Inauguração: 1977
Localização: Av Marechal Câmara, Rio de Janeiro – RJ
Comendador Peixoto
Histórico: A homenagem
Autor: Honório Peçanha
Inauguração: 18 de dezembro de 1968
Localização: Praça Edmundo Bittencourt, Rio de Janeiro – RJ
Compreensão
Histórico: Esta peça foi doada à Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro pela Sul-América Seguros.
Autor: Francisco Stockinger
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba , Rio de Janeiro – RJ
Conde Cunha
Histórico: O monumento é uma homenagem ao fundador do Arsenal do Rio de Janeiro, o Vice Rei do Brasil, Conde Cunha.
Autor: Luis Paes Leme
Inauguração: 8 de julho de 1949
Localização: Praça Barão de Ladario, Rio de Janeiro – RJ
Construção
Histórico: Esta obra foi doada à Prefeitura da Cidade pela Companhia Atlântica-Boavista de Seguros.
Autor: Bruno Giorgi
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba , Rio de Janeiro – RJ
Contenção de Pedra
Histórico: Foi construído pelo Intendente Paulo Fernandes Vianna para a contenção e construção do Chafariz Paulo Fernandes.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1816
Localização: Rua Frei Caneca, Rio de Janeiro – RJ
Coreto
Histórico: O coreto é uma estrutura em concreto no embasamento e pilares de madeira, porém sem cobertura. Em 2012, foi instalado um telhado de telhas francesas.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1978
Localização: Praça Coronel Assunção, Rio de Janeiro (Praça da Harmonia)
Coreto
Histórico: Trata-se de uma construção em concreto próxima à igreja da localidade.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Mário Valadares, Rio de Janeiro – RJ (Praça Enzo Osborne)
Coronel Assunção
Histórico: A homenagem trata-se de um busto em bronze do coronel, tendo cada lado do pedestal um canhão em bronze e de um lado tem um cão em posição de guarda, também em bronze e em tamanho natural. Este cão é o símbolo da antiga polícia militar, o conhecido Brutos, que pertenceu ao coronel.
Autor: Ruffo Fanucchi
Inauguração: 1954
Localização: Praça Coronel Assunção, Rio de Janeiro (Praça da Harmonia)
Cosmo I
Histórico: A peça foi doada pelo Sindicato Nacional da Indústria de Construção Naval.
Autor: Maria Guilhermina
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Crepúsculo
Histórico: Trata-se de uma escultura em mármore, adquirida na França, para adornar este espaço.
Autor: H. Weigele
Inauguração: 1906
Localização: Praia de Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
Cristiano Ottoni
Histórico: O monumento foi erguido em praça pública, em frente à antiga estação ferroviária. Quando das reformas na área, o monumento foi transferido e está na fachada do prédio da Central do Brasil.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: inaugurado em 29 de março de 1908
Localização: Praça Cristiano Ottoni, Rio de Janeiro – RJ
Cristo Redentor
Histórico: Eleito em 2007 uma das 7 maravilhas do mundo moderno, o monumento é um dos ícones brasileiros mais conhecidos internacionalmente. Dos seus 40 metros, 8 estão no pedestal e 30 na estátua, sendo a segunda maior escultura de Cristo no mundo, atrás apenas da Estátua de Cristo Rei, na Polônia.
Autor: Heitor da Silva Costa, Carlos Oswald e Paul Landowski
Inauguração: 12 de outubro de 1931
Localização: Morro do Corcovado – Rio de Janeiro – RJ
Cruzeiro
Histórico: É um cruzeiro em madeira situado em frente à Igreja Matriz de N. S. do Desterro.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: R. Amaral Costa, 141 – Campo Grande (Praça João Esberard)
Cruzeiro
Histórico: É um cruzeiro em madeira instalado por iniciativa do Núcleo de Orientação e Pesquisa Histórica de Santa Cruz e pelo Batalhão Vilagran Cabrita para restabelecer o cruzeiro original da Fazenda de Santa Cruz.
Autor: desconhecido
Inauguração: 10 de abril de 1987
Localização: Praça Ruão, Rio de Janeiro – RJ
Cuauhtémoc
Histórico: Foi doada à cidade pelo governo do México como parte das comemorações do Centenário da Independência (1922). Foi inaugurada na data nacional mexicana.
Autor: Carlos Obregon Santacília
Inauguração: 16 de setembro de 1922
Localização: Praça Cuauhtémoque, Rio de Janeiro – RJ
D. João VI
Histórico: No ano que se comemorou o IV centenário da fundação da cidade do Rio de Janeiro, o Governo Português, presenteou a cidade com a estátua como homenagem ao Rei de Portugal, que viveu no Brasil durante as guerras napoleônicas.
Autor: Projeto de  Carlos Ramos foi executada por Barata Feio
Inauguração: 10 de junho de 1965
Localização: Praça XV, Rio de Janeiro – RJ
Diana, a Caçadora
Histórico: A peça foi doada à prefeitura pela empresa P. Marchette Engenharia.
Autor: Heloisa Dolabella
Inauguração: 1987
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Domingos da Guia
Histórico: É uma homenagem ao mais famoso jogador de futebol do Bangu Atlético Clube.
Autor: Clecio Regis
Inauguração: 11 de abril de 2004
Localização: Avenida Ministro Ari Franco, Rio de Janeiro – RJ
Dorival Caymmi
Histórico: A homenagem a Dorival Caymmi foi uma solicitação da família à prefeitura da cidade, inspirada numa fotografia de Evandro Teixeira.
Autor: Otto Dumovich
Inauguração: 11 de dezembro de 2008
Localização: Av. Atlântica, Rio de Janeiro – RJ
Duque de Caxias
Histórico: O monumento foi erguido, inicialmente na antiga Praça Duque de Caxias, atualmente Largo do Machado. Quando se construiu o prédio do Ministério do Exército, na Av. Presidente Vargas, providenciou-se um concurso público para a construção de um monumento a Duque de Caxias, Patrono do Exército. Contudo, a solução encontrada foi a transferência do monumento existente no Largo do Machado. A estátua foi fundida nas oficinas Thiebot, em Paris.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: Largo do Machado em 15 de agosto de 1899 e na Av. Presidente Vargas em 30 de agosto de 1949
Localização: Praça Duque de Caxias, Rio de Janeiro – RJ
Duque de Caxias
Histórico: É um busto em bronze confeccionado por iniciativa do 1ºDECME.
Autor: Arsenal de Guerra
Inauguração: 1988
Localização: Praça Ruão, Rio de Janeiro – RJ
Edmundo Bittencourt
Histórico: O busto foi uma homenagem dos amigos ao fundador do jornal Correio da Manhã.
Autor: Leão Veloso
Inauguração: 20 de maio de 1951
Localização: Praça Edmundo Bittencourt, Rio de Janeiro – RJ
Eduardo Tapajós
Histórico: Trata-se de uma homenagem a quem teve grande atuação para potencializar o turismo no Rio de Janeiro. Começou a trabalhar no Hotel Glória como diretor, tornando-se presidente posteriormente.
Autor: Gilberto Mandarino
Inauguração: 8 de maio de 2000
Localização: Praça Juarez Távora, Rio de Janeiro – RJ
Einstein
Histórico: A homenagem foi uma doação à cidade no centenário do seu nascimento.
Autor: Honório Peçanha
Inauguração: 14 de março de 1979
Localização: Praça Edmundo Bittencourt, Rio de Janeiro – RJ
Elevando-se
Histórico: Peça de aço corte, com cortes retos.
Autor: Zé Resende
Inauguração: 2005
Localização: Rua do Rosário, Rio de Janeiro – RJ
Embocadura
Histórico: Trata-se de uma embocadura art-decor que recebeu diversas alterações, mas mantendo seu estilo.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1927
Localização: Túnel Velho
Entrada do Túnel João Ricardo
Histórico: As suas obras foram iniciadas em 1919. A sua abertura visava solucionar um dos problemas de tráfego à época na cidade: a comunicação entre a zona portuária e a Estação Central do Brasil.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1921
Localização: Gamboa, Rio de Janeiro – RJ
Escadaria
Histórico: Trata-se de uma construção que segue a inclinação natural do terreno, onde o calçamento é de blocos de granito e de paralelepípedo, sendo uma referência do bairro e da presença de Machado de Assis.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecido
Localização: Ladeira do Livramento, Rio de Janeiro – RJ
Escadaria
Histórico: Escadaria em blocos maciços de gnaisse originais.
Autor: Luis Rei
Inauguração: 1906
Localização: Jardim do Valongo, Rio de Janeiro – RJ
Escadaria Selarón
Histórico: Trata-se da decoração, com mosaicos, da escadaria, com 215 degraus e 125m de comprimento, que liga a Lapa ao bairro de Santa Teresa, na cidade do Rio de Janeiro. Usando inicialmente cores da bandeira brasileira, — verde, amarelo e azul —, deu início à colocação dos azulejos por ocasião da Copa do Mundo de Futebol de 1994. Ao longo do tempo, foram fixados azulejos inteiros, ou em cacos, originários de muitos países.
Autor: Jorge Selarón
Inauguração: iniciada em 1994
Localização: Rua Manuel Carneiro, Santa Teresa, Rio de Janeiro – RJ
Escoteiro
Histórico: O monumento foi oferecido pelas crianças do Chile às crianças brasileiras para corresponder à amizade do Brasil ao socorrer as vítimas do terremoto de Coquimbo e Atacama.
Autor: Fernando Thauby
Inauguração: 20 de dezembro de 1923, na Avenida Beira Mar, e em frente a rua em 02 de dezembro
Localização: Praça Luis de Camões, Rio de Janeiro – RJ
Escultura à Cultura
Histórico: Trata-se de uma escultura composta por dois jovens caminhando.
Autor: Bruno Giorgi
Inauguração: 1947
Localização: Avenida Graça Aranha, Rio de Janeiro – RJ
Escultura Módulo 6.5 – Monumento à Integração dos Povos da América
Histórico: A obra foi doada à cidade pela Associação Comercial do Rio de Janeiro, encomendada para marcar o encerramento do encontro da Câmara Interamericana de arbitragem Comercial e da Associação Íbero-Americana de Câmaras de Comércio do Rio de Janeiro, contudo havia no local a estátua de João Paulo ll. Por isso, foi instalada em frente ao Centro Administrativo de São Sebastião (CASS).
Autor: Ascannio MMM
Inauguração: 14 de maio de 1997
Localização: Rua Afonso Cavalcanti, Rio de Janeiro – RJ (em frente ao CASS)
Escultura para o Rio (Pedras Portuguesas)
Histórico: A escultura valoriza uma tradição do Rio de Janeiro, as calçadas de pedra portuguesa, porém na situação vertical, em seu desenho sinuoso.
Autor: Waltercio Caldas
Inauguração: 20 de janeiro de 1997
Localização: Avenida Beira Mar, Rio de Janeiro – RJ
Esculturas do Chafariz do Monroe
Histórico: Trata-se de grupo escultórico de carrara, reprodução das peças executadas por Cleve, Lepingola, Poutier e Gros, do Jardim de Versalhes, adquiridos da família Guinle e doadas para a decoração deste monumento.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1928
Localização: Praça do Monroe, Rio de Janeiro – RJ
Estátua da Liberdade
Histórico: Esta escultura é o protótipo da famosa Estátua Liberdade dos Estados Unidos.
Autor: Frédéric Augusto Bertholdi
Inauguração: 20 de janeiro de 1964
Localização: Praça Miami, Rio de Janeiro – RJ
Estrutura
Histórico: A obra foi doada à prefeitura pela Companhia de Comércio e Navegação.
Autor: Sérgio Camargo
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Estrutura em Diagonal
Histórico: Esta peça foi doada à prefeitura pela Construtora Andrade Gutierrez.
Autor: Sérgio Camargo
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Evandro Lins e Silva
Histórico: O busto foi uma homenagem do IBMEC ao ilustre jurista, na comemoração da adoção da Praça IV de Julho e do novo espaço revitalizado.
Autor: Ceschiatti
Inauguração: 10 de outubro de 2007
Localização: Praça Santander, Rio de Janeiro – RJ
Evaristo da Veiga
Histórico: A homenagem a Adolfo Bergamini é decorrente a sua importância como advogado.
Autor: Laurindo Ramos
Inauguração: 30 de junho de 1940
Localização: Praça Mahatma Ghandi, Rio de Janeiro – RJ
Evolução
Histórico: Esta peça foi doada à prefeitura pela Bolsa de Valores do Rio de Janeiro.
Autor: Melinda Garcia
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba , Rio de Janeiro – RJ
Felino Deitado
Histórico: Trata-se uma escultura em mármore de carrara representando um felino.
Autor: H. Peyrol
Inauguração: 1929
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Felino em Pé
Histórico: Trata-se uma escultura em mármore de carrara representando um felino.
Autor: H. Peyrol
Inauguração: 1929
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Filomena Del Cima
Histórico: Foi uma iniciativa dos familiares, principalmente de Ítalo Del Cima, que doou o terreno para a construção do Estádio de Futebol de Campo Grande.
Autor: Miguel Pastor
Inauguração: 1949
Localização: Avenida Artur Rios, 1130, Rio de Janeiro – RJ
Flora
Histórico: Esta obra foi doada pela L.O. Graça Engenharia Ltda. para a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro.
Autor: Mário Cravo
Inauguração: 24 de abril de 1988
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Fonte Ciborium
Histórico: Trata-se de uma fonte de ferro fundido do séc. XIX, executada por Macfarlane´s de Glasgow, Escócia.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Francisco Barbosa, Rio de Janeiro – RJ
Fonte de Pedra
Histórico: Trata-se de uma antiga fonte confeccionada com blocos de pedra.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Rua dos Limites, Rio de Janeiro – RJ
Fonte do Chororó
Histórico: Trata-se de um reservatório de água para captação de água natural. É um dos poucos que ainda mantém a inscrição PN (Patrimônio Nacional).
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecido
Localização: Rua Almirante Alexandrino, Rio de Janeiro – RJ
Fonte do Jacaré
Histórico: O Chafariz dos Jacarés é a primeira tentativa de estilização de animais da fauna nacional. Outra inovação de Valentim é o fato dele ter feito a água sair da boca de animais e não das tradicionais carrancas. Do conjunto original do Chafariz dos Jacarés, não restou quase nada, a não ser o próprio corpo da fonte e os jacarés.
Autor: Mestre Valentim
Inauguração: provavelmente em 1763
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Fonte o Amor e a Lira
Histórico: Inicialmente, foi instalada numa estação de abastecimento da CEDAE (Companhia Estadual de Águas e Esgotos) e transferida para a área pública para adornar a cidade. É uma peça francesa das Fundições do Val D’Osne.
Autor: Eugéne Louis Lequerne
Inauguração: instalado nos anos 50 do século XX
Localização: Largo da Carioca, Rio de Janeiro – RJ
Fonte Ramos Pinto
Histórico: A escultura foi doada pelos irmãos Adriano Ramos Pinto, de uma vinícola da Cidade do Porto, Portugal, para ser um marco perene em memória da cidade.
Autor: A. Teixeira Lopes
Inauguração: 24 de fevereiro de 1906 no Largo da Glória e em 1951 nesse local
Localização: Avenida Lauro Sodré, Rio de Janeiro – RJ
Fonte Wallace (Campo Grande)
Histórico: Fonte proveniente das fundições do Val d´Osne. A figura da Deusa Tétis ornamenta a peça.
Autor: Auguste Lebourg
Inauguração: desconhecida
Localização: R. Amaral Costa, 141 – Campo Grande (Praça João Esberard)
Fonte Wallace (Santa Cruz)
Histórico: Fonte de ferro fundida das fundições de Val d´Osne. As estatuetas representam bondade, simplicidade, caridade e sobriedade.
Autor: Auguste Lebourg
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Dom Romualdo, Rio de Janeiro – RJ
Francisco Braga
Histórico: Francisco Braga compôs todos os gêneros de músicas religiosas e profanas, para vozes e instrumento, solos, conjuntos de câmara, orquestra, teatro e bandas militares. Entre suas composições, se destaca “Hino à Bandeira” que tem a letras de Olavo Bilac.
Autor: Paulo Mazzucchelli
Inauguração: 1935
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Francisco Freire Alemão
Histórico: Marco composto por duas peças, uma com a efígie em bronze do homenageado e outra com uma placa com descrição de sua obra.
Autor: Miguel Pastor
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Francisco Barbosa, Rio de Janeiro – RJ
Francisco Mignone
Histórico: O monumento foi realizado por iniciativa do Embaixador Vicente Paulo Gatti, dirigente da Ordem dos Músicos do Brasil no Estado do Rio de Janeiro, que mandou fundir para oferecer à prefeitura. O homenageado foi professor de regência do Instituto Nacional de Música no Rio de Janeiro e diretor do Theatro Municipal do Rio.
Autor: Bruno Giorgi
Inauguração: 1988
Localização: Rua do Passeio, Rio de Janeiro – RJ
Francisco Morazán
Histórico: Foi inaugurado inicialmente na Praia de Botafogo e transferido para a Praça Weissman em 1997. Foi eleito presidente das Províncias Unidas da América Central em 1830, ocupando o cargo durante quase dez anos.
Autor: Romeu Alves
Inauguração: desconhecida
Localização: Praia de Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
Francisco Serrador
Histórico: O busto é uma homenagem da cidade ao incentivador do cinema do Brasil. Foi o idealizador e realizador da Cinelândia.
Autor: A. Coutinho
Inauguração: 1928
Localização: Praça Floriano, Rio de Janeiro – RJ
Fruto do Espaço
Histórico: O monumento foi exposto em 1980 no Parque da Catacumba e adquirido pela prefeitura da cidade em 1981.
Autor: Antonio Manuel Oliveira
Inauguração: 1980
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
General Artigas
Histórico: Trata-se de uma doação à cidade do Rio de Janeiro, numa homenagem do Uruguai.
Autor: V. Habegger
Inauguração: 1 de setembro de 1979 na Praça Artigas, na Cidade Nova. Devido às obras do teleporto, foi removido e instalado nessa praça em 19 de setembro de 1997.
Localização: Praça Chaim Weizmann, Rio de Janeiro – RJ
General Osório
Histórico: Trata-se de um mausoléu composto de um grande pedestal revestido de granito de Baveno, onde estão fixados dois baixos-relevos e a estátua do General Osório montado a cavalo, ligeiramente inclinado com espada em punho.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: 12 de novembro de 1894
Localização: Praça XV, Rio de Janeiro – RJ
General Santander
Histórico: A estátua foi oferecida pelo governo colombiano ao Brasil, em gesto de cordialidade. A estátua do general colombiano está com uniforme militar e uma larga capa sobre os ombros, tendo na mão esquerda a sua espada e na direita um rolo de papel. Está sobre pedestal de mármore branco.
Autor: Francisco Victor Palma
Inauguração: 12 de dezembro de 1941
Localização: Praça Santander, Avenida Rio Branco, Rio de Janeiro – RJ
Getúlio Vargas
Histórico: O busto é uma homenagem ao presidente e estadista brasileiro e foi inaugurado 8 anos após sua morte.
Autor: Luiz Serri
Inauguração: 24 de agosto de 1962
Localização: Praça Floriano, Rio de Janeiro – RJ
Girardet
Histórico: Augusto Giorgio Girardet, por ter sido o maior gravador do Brasil, e ,seguramente, um dos mais notáveis do continente americano.
Autor: Correia Lima
Inauguração: 29 de dezembro de 1945
Localização: Praça Mahatma Ghandi, Rio de Janeiro – RJ
Gonçalves Dias
Histórico: A homenagem a Gonçalves Dias foi a primeira a ser instalada no parque. Gonçalvez Dias introduziu o indianismo na literatura nacional com exaltação da cultura indígena.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: 2 de julho 1901
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Gradil do Campo de Santana
Histórico: O gradil de ferro fundido foi instalado em todo o perímetro do parque, no mesmo modelo de outro histórico, o Passeio Público.
Autor: Fundição Zanatta Ltda.
Inauguração: 1968
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Gradil do Espaço Guignard
Histórico: A construção deste gradil foi uma inciativa da prefeitura para revitalizar a área. A intenção do artista foi homenagear o escultor Guinard. A construção do gradil foi dividido entre a prefeitura e a Petrobras.
Autor: Franz Weissmann
Inauguração: 20 de setembro de 1996
Localização:
Gradil do Passeio Público
Histórico: O gradil de ferro fundido foi instalado em todo o perímetro do parque, no mesmo modelo de outro histórico, o Campo de Santana.
Autor: Fundição Zanatta Ltda .
Inauguração: 1968
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Grande Arco
Histórico: A marca do Sambódromo é o arco localizado na extremidade sul, na Praça da Apoteose.
Autor: Oscar Niemeyer
Inauguração: 1984
Localização: Rua Marquês de Sapucaí, Rio de Janeiro – RJ
Grande Quadrado Vermelho
Histórico: Escultura abstrata em aço pintada na cor vermelha.
Autor: Franz Weissmann
Inauguração: 1996
Localização: Rua República do Paraguai, Rio de Janeiro – RJ
Grande Quartzo Rosa
Histórico: Foi instalado na reurbanização da praça após a obra do Metrô-Rio para propagar boas energias.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1995
Localização: Praça Cardeal Arcoverde, Rio de Janeiro – RJ, Rio de Janeiro – RJ
Grandjean de Montiny
Histórico: Este monumento foi inicialmente instalado na Quinta da Boa Vista e está sob guarda da Casa França-Brasil.
Autor: Nicolina Pinto do Couto
Inauguração: 1912
Localização: Rua Visconde de Itaboraí, 78 – Rio de Janeiro – RJ
Guardião
Histórico: Foi doada à cidade do Rio de Janeiro pela Empresa Senge Serviços de Engenharia S.A.
Autor: Celeida Tostes
Inauguração: 24 de abril de 1988
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Guilherme da Silveira
Histórico: Trata-se de uma homenagem num busto em bronze da gratidão dos operários da Cia. Progresso Industrial.
Autor: Leonardo Lima
Inauguração: 2 de fevereiro de 1944
Localização: Praça Nova Jales, Rio de Janeiro – RJ
Homem Sentado
Histórico: Este monumento foi doado à Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro pela empresa Carioca de Engenharia S.A.
Autor: Mario Agostinelli
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Honório dos Santos Pimentel
Histórico: O busto em bronze foi uma homenagem dos moradores de Santa Cruz.
Autor: desconhecido
Inauguração: 17 de julho de 1965
Localização:
Iansã
Histórico: A peça foi doada à prefeitura pela Ecisa-Engenharia Comércio e Indústria Ltda.
Autor: Tatti Moreno
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Ibrahim Medina
Histórico: O busto foi uma homenagem de amigos ao carioca.
Autor: Porão D’Arte
Inauguração: 1996
Localização: Av Atlantica, Rio de Janeiro – RJ
Iemanjá
Histórico: A escultura foi inaugurada para os festejos de Iemanjá numa referência ao culto religioso carioca.
Autor: Luiz Figueiredo
Inauguração: 29 de dezembro de 1988
Localização: Av. Atlântica, Rio de Janeiro – RJ
Imperatriz Tereza Cristina
Histórico: A homenagem à Imperatriz foi o resultado entre a Prefeitura do Rio e o Consulado da Itália. Faz parte das comemorações dos 200 anos da vinda da Família Real portuguesa para o Brasil.
Autor: José Luiz Ribeiro
Inauguração: 29 de novembro de 2008
Localização: Praça Itália, Rio de Janeiro – RJ
Inverno
Histórico: Estátua neoclássica, em ferro fundido, da figura de uma mulher sobre um pedestal, também em ferro fundido, realizada nas Fundições de Val d’Osne, França.
Autor: Mathurin Moreau
Inauguração: provavelmente em 1860
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Inverno
Histórico: Trata-se de uma peça em mármore de carrara de um homem idoso, encolhido e coberto por um refinado planejamento da cabeça aos pés.
Autor: Paul Jean Baptista Gasg
Inauguração: 1906
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Inverno
Histórico: Trata-se de um conjunto escultórico representando as estações do ano: verão, inverno, primavera e outono. Essas peças são réplicas das existentes no Jardim de Versailles.
Autor: desconhecido
Inauguração: inaugurada em 1929
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Irineu Marinho
Histórico: A homenagem a Irineu Marinho está situada na entrada do parque voltado para a Lapa. Irineu foi um realizador da imprensa brasileira, fundou a folha ‘A noite’ e, em 1925, o jornal O Globo.
Autor: Benevenuto Berna
Inauguração: 10 de março de 1937
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Irmãos Bernadelli
Histórico: Trata-se de uma dupla homenagem aos irmãos Rodolfo e Henrique Bernadelli no centenário de Rodolfo.
Autor: Leão Veloso
Inauguração: 18 de setembro de 1952
Localização: Praça do Lido
Ismael Silva
Histórico: O monumento foi uma solicitação da Escola de Samba Estácio de Sá à Prefeitura do Rio para homenagear o primeiro a fundar o bloco que se tornaria o precursor da primeira escola de samba de que se tem notícia: a Deixa Falar.
Autor: Otto Dumovich
Inauguração: 14 de setembro de 2010
Localização: Largo Ismael Silva, Rio de Janeiro – RJ
João Caetano
Histórico: Este monumento foi fundido em Roma e instalado inicialmente em frente à antiga Academia de Belas Artes, na Travessa das Belas Artes. Em 24 de maio de 1916, foi transferido para esse local, em frente ao teatro que hoje leva seu nome. A estátua está representada com os trajes do personagem principal da peça ‘Oscar, filho de Ossion’, uma das suas melhores representações.
Autor: Francisco Manuel Chaves Pinheiro
Inauguração: 1891
Localização: Praça Tiradentes, Rio de Janeiro – RJ
João Calvino
Histórico: Obra em homenagem ao fundador do Calvinismo, uma forma de protestantismo cristão, durante a Reforma Protestante. O monumento foi uma solicitação da Igreja Presbiteriano à Prefeitura do Rio de janeiro pelas comemorações da reforma religiosa.
Autor: Joás Pereira dos Passos
Inauguração: 10 de julho de  2009
Localização: Rua Gustavo de Lacerda – Rio de Janeiro – RJ
João Cândido
Histórico: O monumento faz parte da história do negro no Brasil, não apenas porque João Cândido era negro, mas também porque a Revolta das Chibatas foi protagonizada por uma maioria de marinheiros negros. As classes mais baixas da Marinha, por serem compostas de rapazes muito pobres, estavam ainda sujeitas a castigos físicos de açoitamento. O monumento foi doado à cidade pela Secretaria Especial de Igualdade Racial.
Autor: Valter Brito
Inauguração: 22 de novembro de 2007
Localização: Praça XV, Rio de Janeiro – RJ
João Goulart
Histórico: O busto do ex-presidente João Goulart foi encomendado pelo Clube dos Subtenentes e Sargentos do Exército e moldado em gesso por Alfredo Ceschiatti. Foi fundida no Arsenal de Marinha somente 38 anos depois.
Autor: Alfredo Ceschiatti
Inauguração: 13 de março de 2002
Localização: Praça Cristiano Ottoni, Rio de Janeiro – RJ
João Paulo II
Histórico: Esse monumento foi uma iniciativa da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, na organização do Encontro Mundial das Famílias com o Papa João Paulo II, incluindo no programa a visita do Papa à cidade para marcar indelevelmente a estada do Papa no Rio.
Autor: Mario Agostinelli
Inauguração: 4 de outubro de 1997
Localização: Avenida República do Chile, Rio de Janeiro – RJ
Joaquim Nabuco
Histórico: O monumento foi uma solicitação do presidente da Academia Brasileira de Letras, Marcos Villaça, à Prefeitura da Cidade, em homenagem ao patrono da Academia nas festividades do centenário de sua morte.
Autor: Otto Dumovich
Inauguração: 17 de março de 2011
Localização: Avenida Presidente Wilson
José Antônio Ciraudo
Histórico: Trata-se de um busto em bronze ao cirurgião santa cruzense por iniciativa de seus amigos.
Autor: desconhecido
Inauguração: 5 de agosto de 1979
Localização: Rua Felipe Cardoso, Rio de Janeiro – RJ
José Bonifácio de Andrada e Silva
Histórico: O monumento foi erguido para a comemoração do cinquentenário da Independência do Brasil, por iniciativa do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, em homenagem ao patriarca da Independência.
Autor: Louis Rochet
Inauguração: 7 de setembro de 1872
Localização: Largo São Francisco de Paula , Rio de Janeiro – RJ
José Patrocínio
Histórico: Trata-se de um marco com uma placa em bronze com a figura do homenageado conduzido com uma figura alegórica.
Autor: projetado por Rodolfo Amoedo
Inauguração: com escultura de Ruffo Fanucchi, a data de inauguracao é desconhecida
Localização: Rua México, Rio de Janeiro – RJ
Jovem Europa (conjunto de 4 fontes)
Histórico: Trata-se de um busto representando uma jovem figura feminina, em ferro fundido das Fundições de Val d´Osne, fixado em uma fonte stela também em ferro, de onde, através de uma bica, jorra água. São atualmente quatro peças no centro do parque.
Autor: Mathurin Moreau
Inauguração: 1888
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Júlio de Castilhos
Histórico: O busto de Júlio de Castilhos estava guardado no depósito da prefeitura desde os anos 80 do séc. XX. Por iniciativa da Casa de Deodoro, a prefeitura realizou a cessão do uso do busto, com o intuito de garantir sua integridade bem como sua exposição em espaço público.
Autor: desconhecido
Inauguração: Casa de Deodoro em 15 de novembro de 2011
Localização: Praça da República, 197
Júlio de Noronha
Histórico: O monumento é uma homenagem a um herói da Guerra do Paraguai.
Autor: A. Braga
Inauguração: 11 de junho de 1980
Localização: Praça Julio de Noronha, Rio de Janeiro – RJ
Jurema de Matos
Histórico: É uma homenagem ao proprietário do antigo Colégio Juruena.
Autor: J. Moreira Júnior
Inauguração: 3 de junho de 1967
Localização: Praia de Botafogo, 428, Rio de Janeiro – RJ
Juscelino Kubitschek
Histórico: O busto do presidente foi erguido originalmente por seus admiradores em 1961. Foi destruído em 1964. A homenagem foi reconstituída após a abertura política, em 1983 pelo escultor Zanucchi.
Autor: Fanucci
Inauguração: 25 de novembro de 1983
Localização: Praça Floriano, Rio de Janeiro – RJ
Justiça
Histórico: A obra neoclássica personifica os ideais valorizados pela filosofia positivista de Auguste Comte. Foram idealizadas e fundidas na França, nas Fundições do Val d´Osne, e trazidas para o Brasil para adornar a Praça, num conjunto com o Monumento a D. Pedro I.
Autor: Mathurin Moreau
Inauguração: 1863
Localização: Praça Tiradentes, Rio de Janeiro – RJ
Labor (Trabalho)
Histórico: Trata-se de uma coluna em mármore rosa de Verona, onde suportam quatro arandelas com a escultura em bronze representando a Paz.
Autor: Mário Matos
Inauguração: desconhecido
Localização: Praça Marechal Floriano, Rio de Janeiro – RJ
Ladeira da Misericórdia
Histórico: A Ladeira da Misericórdia foi a primeira via pública da cidade do Rio de Janeiro. No alto dela, estava situado o Largo do Castelo com o prédio do Colégio dos Padres Jesuítas da Companhia de Jesus. Após a demolição do Morro do Castelo, em 1922, restou o pequeno trecho inicial, que apesar de terminar abruptamente, ainda apresenta o seu calçamento original.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1567
Localização: Ladeira da Misericórdia, Rio de Janeiro, RJ
Lago
Histórico: O lago sinuoso contornando o parque é uma das características do jardim romântico, implantado no séc. XIX, sendo um dos elementos decorativos mais importantes.
Autor: Glaziou
Inauguração: 1888
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Lago
Histórico: O lago sinuoso contornando o parque é uma das características do jardim romântico, implantado no séc. XIX, sendo um dos elementos decorativos mais importantes.
Autor: Glaziou
Inauguração: 1888
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Lago
Histórico: A praça foi o primeiro projeto de ajardinamento público feito por Burle Marx e o lago com plantas aquáticas, um dos elementos decorativos mais importantes.
Autor: Burle Marx
Inauguração: 1952
Localização: Praça Salgado Filho, Rio de Janeiro – RJ
Lago
Histórico: São dois lagos retangulares, um em cada extremidade da praça, para plantas aquáticas.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Telmo Gonçalves Maia
Lampadário
Histórico: É o primeiro lampadário artístico da cidade e foi inaugurado na comemoração da abertura da Av. Mem de Sá. Uma composição de gnaisse e bronze, cuja execução ficou a cargo da Fundição Brasileira de Ferro e Bronze Kobler & Cia. Lembra as grandes navegações portuguesas, com velas e animais marinhos. No seu topo, está uma esfera armilar.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: 12 de novembro de 1906
Localização: Largo da Lapa , Rio de Janeiro – RJ
Laranja
Histórico: Escultura em aço pintada na cor laranja.
Autor: George Guerra e George Lopes
Inauguração: 1996
Localização: Av. Cesário de Melo próximo a Rua Olinda Ellis, Rio de Janeiro
Laranjais
Histórico: São colunas de concreto pintadas representando os laranjais de Campo Grande.
Autor: George Guerra e George Lopes
Inauguração: 23 de julho de 1996
Localização: Rua Ferreira Borges, 60
Lasar Segall
Histórico: Trata-se de uma homenagem ao pintor que foi um dos pioneiros da arte moderna entre os brasileiros e nunca deixou de elogiar as belezas de nossa terra.
Autor: Liuba Wolf
Inauguração: 11 de setembro de 1964
Localização: Praça Luis de Camões, Rio de Janeiro – RJ
Lealdade
Histórico: A obra neoclássica personifica os ideais valorizados pela filosofia positivista de Auguste Comte. Foram idealizadas e fundidas na França, nas Fundições do Val d´Osne, e trazidas para o Brasil para adornar a Praça, num conjunto com o monumento a D. Pedro I.
Autor: Mathurin Moreau
Inauguração: 1863
Localização: Praça Tiradentes, Rio de Janeiro – RJ
Liberdade
Histórico: A obra neoclássica personifica os ideais valorizados pela filosofia positivista de Auguste Comte. Foram idealizadas e fundidas na França, nas Fundições do V’Dosne, e trazidas para o Brasil para adornar a Praça, num conjunto com o monumento a D. Pedro I.
Autor: Mathurin Moreau
Inauguração: 1863
Localização: Praça Tiradentes , Rio de Janeiro – RJ
Lima Barreto
Histórico: Este monumento foi um pedido da Casa Lima Barreto à Prefeitura da Cidade para homenagear nas comemorações do nascimento do escritor brasileiro.
Autor: Edgar Duvivier
Inauguração: 12 de março de 2012
Localização: Rua do Lavradio, Rio de Janeiro – RJ
Luis de Camões
Histórico: É considerado como o maior poeta de língua portuguesa por sua grande obra Os Lusíadas. Está voltado para o Real Gabinete de Leitura.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1996
Localização: Rua Luis de Camões, Rio de Janeiro – RJ
Luta Desigual
Histórico: Trata-se de grupo escultórico que representa o combate entre um homem e um felino. O conjunto está sobre uma pedra de rocaille, um dos elementos criados pelo paisagista francês Auguste Marie Glaziou.
Autor: L. Despres
Inauguração: provavelmente em 1888
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Machado de Assis
Histórico: A estátua de Machado de Assis, localizada na Av. Presidente Wilson, na frente da Academia Brasileira de Letras, foi erigida por subscrição popular em comemoração ao 90º aniversário do nascimento do ilustre escritor.
Autor: Humberto Cozzo
Inauguração: 21 de junho de 1929
Localização: Avenida Presidente Wilson, Rio de Janeiro – RJ
Mãe
Histórico: A escultura foi uma doação para adornar a fachada da maternidade.
Autor: João Zaco Paraná
Inauguração: 1971
Localização: Praia de Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
Mãe Preta
Histórico: É uma escultura de uma senhora negra em tamanho natural sentado em um pequeno banco com o menino no colo.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Av. Cesário de Melo, 6946-6974 – Inhoaíba (com a Rua Adolfo Lemos)
Mahatma Gandhi
Histórico: Presente da Índia ao Brasil. Mahatma Gandhi é um dos maiores líderes pacifistas do mundo, que foi doado ao Brasil lembrando como símbolo da não violência.
Autor: Sankho Chanduri
Inauguração: 14 de agosto de 1969
Localização: Praça Mahatma Ghandi, Rio de Janeiro – RJ
Manuel Bandeira
Histórico: O monumento foi uma solicitação da Academia Brasileira de Letras, através do seu presidente Marcos Vilaça, ao Prefeito da Cidade, em comemoração ao centenário de Manuel Bandeira.
Autor: Otto Dumovich
Inauguração: 19 de abril de 2007
Localização: Avenida Presidente Wilson
Manuel Caldeira de Alvarenga
Histórico: Monumento de 3m de altura com a estátua do homenageado em bronze em tamanho natural.
Autor: M. Grossmann
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça dos Estudantes, Rio de Janeiro – RJ
Marcílio Dias
Histórico: Este monumento foi doado à cidade do Rio de Janeiro pelo Clube Naval. Em 1983, devido a um acidente, foi colocada na frente do Comando do 1° Distrito Naval em 1988.
Autor: Luis Paes Leme
Inauguração: 11 de junho de 1948 e em 1988 na Praça Barão de Ladario
Localização: Praça Barão de Ladario, Rio de Janeiro – RJ
Marco 10
Histórico: Este marco era o delimitador da área de circulação do Imperador. Orientava os viajantes das distâncias entre o Morro do Castelo e a Fazenda Imperial de Santa Cruz.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1826
Localização: Avenida Cesário de Melo, 1426
Marco 11
Histórico: Este marco era o delimitador da área de circulação do Imperador. Orientava os viajantes das distâncias entre o Morro do Castelo e a Fazenda Imperial de Santa Cruz.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1826
Localização: Rua Felipe Cardoso, Rio de Janeiro – RJ
Marco 7
Histórico: Este marco era o delimitador da área de circulação do Imperador. Orientava os viajantes das distâncias entre o Morro do Castelo e a Fazenda Imperial de Santa Cruz.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1826
Localização: Avenida Santa Cruz, 8670
Marco 9
Histórico: Este marco era o delimitador da área de circulação do Imperador. Orientava os viajantes das distâncias entre o Morro do Castelo e a Fazenda Imperial de Santa Cruz.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1826
Localização: Avenida Cesário de Melo, 6460
Marco da Duplicação de Copacabana
Histórico: O marco é comemorativo da inauguracao das obras do alargamento da Avenida Atlântica no governo Negrão de Lima.
Autor: desconhecido
Inauguração: 14 de março de 1971
Localização: Av. Atlântica, Rio de Janeiro – RJ
Marco da Iluminação de Campo Grande
Histórico: Trata-se de um marco em gratidão à iluminação elétrica da região.
Autor: desconhecido
Inauguração: 9 de abril de 1919
Localização: R. Amaral Costa, 141 – Campo Grande (Praça João Esberard)
Marco das Palmeiras
Histórico: São estruturas com aço pintadas com chapas horizontais curvas.
Autor: George Guerra e George Lopes
Inauguração: 1996
Localização: Praça Francisco Barbosa, Rio de Janeiro – RJ
Marco de Denominação da Praça
Histórico: Trata-se de um marco com placa em bronze com a denominação da praça.
Autor: desconhecido
Inauguração: 7 de junho de 1917
Localização: R. Amaral Costa, 141 – Campo Grande (Praça João Esberard)
Marco do Saneamento
Histórico: Trata-se de um marco de inauguracao do saneamento da Fazenda de Santa Cruz.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1933
Localização: Estrada do Curtume, Rio de Janeiro – RJ
Marco dos Jesuítas
Histórico: Este marco foi extraído dos alicerces da igreja que os jesuítas pretendiam construir no séc. XVIII.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1988
Localização: Praça do Gado, Rio de Janeiro – RJ
Marco dos Jesuítas
Histórico: Trata-se de um bloco de pedra, conhecido como Marco dos Jesuítas, utilizado como veleiro.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Dom Romualdo, Rio de Janeiro – RJ
Marco Histórico de Bangu
Histórico: Foi uma iniciativa da Associação Cultural de Estudos Contemporâneos. São monólitos que retratam a história do bairro.
Autor: Raimundo Rodrigues
Inauguração: 16 de dezembro de 2002
Localização: Praça da Fé, Rio de Janeiro – RJ
Marco ICC
Histórico: Trata-se de um marco em homenagem ao Instituto Campo Grandense de Cultura.
Autor: desconhecido
Inauguração: 21 de novembro de 1990
Localização: Praça Francisco Barbosa, Rio de Janeiro – RJ
Marco Imperial
Histórico: Este marco estava localizado na Estrada de Santa Cruz, tendo sido removido pelo IPHAN com a colaboração do Batalhão de Engenharia de Combate.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1826
Localização: Praça Ruão, Rio de Janeiro – RJ
Marco Zero
Histórico: É um marco divisório do antigo Distrito Federal e o estado do Rio de Janeiro.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1929
Localização: Estr. do Marapicu, 100-1668 – Campo Grande
Marechal Bittencourt
Histórico: O homenageado foi Ministro da Guerra, durante o governo de Prudente de Morais, e comandou o Exército Brasileiro na Guerra de Canudos. Foi assassinado em 5 novembro de 1897 ao defender o presidente de um atentado.
Autor: José Otávio Correa Lima
Inauguração: 1898
Localização: Museu Histórico Nacional, Rio de Janeiro – RJ
Marechal Deodoro da Fonseca
Histórico: O monumento é um mausoléu onde estão os restos mortais do Marechal Deodoro e de sua esposa. O monumento tem 23 metros de altura e pesa 850 toneladas. No topo, está o fundador da República, o Marechal Deodoro, com conjuntos dos vultos históricos da época da proclamação, bem como sua mãe, Da. Rosa Paulina da Fonseca.
Autor: Modestino Kanto com colaboração de Honório Peçanha
Inauguração: 15 de novembro de 1937
Localização: Praça Deodoro, Rio de Janeiro – RJ
Marechal Floriano
Histórico: O monumento foi executado para exaltar a nacionalidade brasileira e sua formação, com grupos alegóricos lembrando indígenas, portugueses, negros e a presença católica no Brasil.
Autor: Eduardo de Sá
Inauguração: 21 de abril de 1910
Localização: Praça Floriano, Rio de Janeiro – RJ
Marquês do Lavradio
Histórico: O monumento foi uma doação à cidade do Rio de Janeiro pelo Quarteirão Cultural da Rua do Lavradio, do busto em bronze do Marquês do Lavradio, – 3° Vice-Rey do Brasil e primeiro morador da Rua do Lavradio em 1777.
Autor: desconhecido
Inauguração: 15 de setembro de 2012
Localização: Rua do Lavradio, Rio de Janeiro – RJ
Marte
Histórico: A escultura foi instalada no Cais, onde desembarcaria a Imperatriz Tereza Cristina. De estilo neoclássica em mármore de carrara, é uma do conjunto de quatro esculturas que são as primeiras peças em área pública da cidade. Foi transferida para o Jardim do Valongo quando de sua construção por Pereira Passos.
Autor: desconhecido
Inauguração: 27 de janeiro de 1843 na atual Praça Barão de Tefé e em 1906 no Jardim do Valongo
Localização: Jardim do Valongo, Rio de Janeiro – RJ
Mascate
Histórico: A peça foi criada em 1964 pela Confederação Nacional do Comércio e pelo Departamento Nacional do Senac, com a finalidade de homenagear empresários que se destacam por sua contribuição ao desenvolvimento do país. Em 1991, se tornou a figura de um mascate, comerciante que se dedicava a vender os mais variados produtos de uso pessoal e doméstico em distantes lugares. Se tornou um monumento público.
Autor: Honório Peçanha
Inauguração: 18 de novembro de 1991
Localização: Rua Buenos Aires, Rio de Janeiro – RJ
Melvin Jones
Histórico: Este monumento é uma homenagem ao fundador do Lions Club Internacional.
Autor: desconhecido
Inauguração: 16 de abril de 1977
Localização: Praça Mário Lago, Centro, Rio de Janeiro – RJ
Memorial a Getúlio Vargas
Histórico: O memorial é composto por um espelho de água com dois obeliscos de mármore branco e um espaço subterrâneo, onde estão objetos de Getúlio Vargas. Poucos metros à frente do lago, está o grande pedestal com seu busto.
Autor: Henock de Almeida
Inauguração: 24 de agosto de 2004. O busto é de Joás Pereira dos Passos.
Localização: Praça Luis de Camões, Rio de Janeiro – RJ
Menino ‘Sou Util Inda Brincando’
Histórico: Originalmente, a fonte era composta por um menino de mármore segurando um cágado, que lançava água num barril de gnaisse. A legenda ‘Sou útil, ainda que brincando’ acompanhava a escultura. A peça foi substituída por uma cópia de chumbo fundida, em 1841, e, em 2004, por uma peça em bronze.
Autor: Mestre Valentim
Inauguração: provavelmente em 1783
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Menora
Histórico: Foi idealizado pelo Vereador Gerson Bergher e o local determinado pela proximidade à primeira sinagoga do Rio de Janeiro.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1995
Localização: Praça Cardeal Arcoverde, Rio de Janeiro – RJ
Mercúrio
Histórico: A escultura foi instalada no Cais, onde desembarcaria a Imperatriz Tereza Cristina. De estilo neoclássica em mármore de carrara, é uma do conjunto de quatro esculturas que são as primeiras peças em área pública da cidade. Foi transferida para o Jardim do Valongo quando de sua construção por Pereira Passos.
Autor: desconhecido
Inauguração: 27 de janeiro de 1843 na atual Praça Barão de Tefé e em 1906 no Jardim do Valongo
Localização: Jardim do Valongo, Rio de Janeiro – RJ
Mestre Valentim
Histórico: O monumento foi realizado quando das comemorações do centenário de sua morte. Valentim foi o primeiro a fundir peças em bronze e ferro. De extraordinário gênio inventivo e requintado gosto artístico, tornou-se famoso, não só pelas variadas obras civis e religiosas que executava, mas era procurado pelos ourives e cinzeladores da época.
Autor: Joaquim Moreira Júnior
Inauguração: 1 de março de 1913
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Modestino Kanto
Histórico: O monumento é um marco com a efígie de Modestino Kanto como uma homenagem dos colegas de magistério.
Autor: Honório Peçanha
Inauguração: 8 de setembro de 1969
Localização: Rua Benedito Hipólito, Rio de Janeiro – RJ
Monsenhor Mathathias Gomes
Histórico: Este monumento foi uma solicitação do Rev. Guilhermino, da Igreja Presbiteriana, à Prefeitura da Cidade para homenagear o reverendo daquela congregação religiosa.
Autor: Joás Pereira Passos
Inauguração: 7 de julho de 2002
Localização: Rua Gustavo de Lacerda – Rio de Janeiro – RJ
Monumento a Edson Luis
Histórico: O monumento foi doado pela Secretaria Extraordinária dos Direitos Humanos à cidade do Rio de Janeiro para homenagear o jovem Edson Luis, morto no período da ditatura.
Autor: Cristina Rozzobon
Inauguração: 28 de março de 2008
Localização: Praça Ana Amélia
Monumento a Santos Dumont
Histórico: Trata-se de um conjunto escultórico de placas de granito encaixadas. Nos blocos, foram inseridas as esculturas, sendo o maior destaque a figura de Santos Dumont e acima deste a figura do Ícaro prestes a voar. Além desses elementos, têm-se peças de avião e figuras humanas caídas.
Autor: Amadeu Zani
Inauguração: 23 de outubro de 1942
Localização: Praça Salgado Filho, Rio de Janeiro – RJ
Monumento ao Descobrimento do Brasil
Histórico: A inauguracao do monumento foi uma das festividades comemorativas do quarto centenário do Descobrimento do Brasil, celebradas no ano de 1900. O Monumento mede 10 metros e homenageia o comandante da frota que aportou no Brasil em 1500, Pedro Álvares Cabral, o escrivão da frota, Pero Vaz de Caminha, e o capelão de morde, Frei Henrique do Coimbra, que foi o celebrante da primeira missa.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: 13 de maio de 1902
Localização: Largo da Glória , Rio de Janeiro – RJ
Monumento aos Ex-Combatentes
Histórico: Trata-se de um monumento composto por um painel de azulejo branco com o símbolo da Força Expedicionária Brasileira e na outra face o mapa dos locais das batalhas.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Ruão, Rio de Janeiro – RJ
Monumento aos Expedicionários
Histórico: Trata-se de um painel com o mapa dos locais onde ocorreram ações da Força Expedicionária Brasileira.
Autor: desconhecido e painel da Azulart Rio
Inauguração: 5 de maio de 1983
Localização: Praça da Fé, Rio de Janeiro – RJ
Monumento a Eça de Queiroz
Histórico: A iniciativa do monumento é devida a um grupo de homens de letras que propuseram a homenagem.
Autor: Rodolfo Pinto Couto
Inauguração: 25 de fevereiro de 1923 na Av. Santos Dumont. Posteriormente, foi transferido para a Av. Rui Barbosa, próximo à Praia de Botafogo, e finalmente, em 19
Localização: Avenida Lauro Sodré, Rio de Janeiro – RJ
Monumento a Paz
Histórico: Trata-se de uma escultura em concreto armado em forma estilizada de ampulheta. Ao centro, caixas de vidro temperado para a colocação de areia de vários países. Na face superior, existe uma abertura para colocar terras de várias partes do mundo. Nas paredes do monumento, está gravado no concreto as palavras “Paz Mundial” em 28 idiomas.
Autor: Siron Franco
Inauguração: 14 de julho de 1992
Localização: Praça 22 de Abril, Rio de Janeiro – RJ
Mosaico de Pedra Portuguesa
Histórico: Trata-se do maior mosaico do mundo, num desenho abstrato nas cores preta, branca e vermelha, simbolizando as três etnias que formaram o povo brasileiro.
Autor: Roberto Burle Marx
Inauguração: desconhecido
Localização: Av. Atlântica, Rio de Janeiro – RJ
Murada
Histórico: Sua construção ocorreu em decorrência de sucessivos desmoronamentos na encosta. No séc. XIX, a rua Aprazível era um importante logradouro para o escoamento de diversos gêneros.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1859
Localização: Rua Aprazível, Rio de Janeiro – RJ
Murada da Glória
Histórico: A murada em cantaria é composta por balaústres de ferro fundido. Esta balaustrada foi executada para a Praça Tiradentes, quando recebeu seu primeiro projeto paisagístico em 1894. Na administração de Pereira Passos, esta foi retirada e removida para esse local.
Autor: desconhecido
Inauguração: 15 de abril de 1905
Localização: Rua da Glória, Rio de Janeiro – RJ
Murada do Jardim do Valongo
Histórico: Trata-se de uma murada de bloco de pedra revestida com argamassa, nela está inscrito em mármore a inauguracao do espaço.
Autor: Luis Rei
Inauguração: 1906
Localização: Rua Camerino, Rio de Janeiro – RJ
Murada do Outeiro da Glória
Histórico: Trata-se de uma murada construída para a criação de um parque na subida do morro até o Outeiro da Igreja da Glória. Adotando um traçado sinuoso com platôs, os muros de pedra em cantaria foram em grande parte reutilizados na pavimentação da área central do Rio de Janeiro.
Autor: Lúcio Costa
Inauguração: 1959
Localização: Praça Nossa Senhora da Glória, Rio de Janeiro – Rio de Janeiro
Murada e Gradil
Histórico: Trata-se de uma murada e um guarda corpo de ferro fundido, na rua Almirante Alexandrino, na trilha que acompanhava os canos do Aqueduto da Carioca. O largo foi aberto em 1857.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecido
Localização: Largo dos Guimarães, Rio de Janeiro – RJ
Murada  de Pedra
Histórico: Foi construído pelo Intendente Paulo Fernandes Vianna para a contenção e construção do Chafariz Paulo Fernandes.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1816
Localização: Rua Frei Caneca, Rio de Janeiro – RJ
Nossa Senhora da Conceição
Histórico: Esta imagem de N. S. da Conceição, em praça pública, foi realizada pela empresa Irmãos Bernadelli através de contribuição dos moradores dos bairros.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1954
Localização: Praça Major Valo, Rio de Janeiro – RJ
O Passante
Histórico: A escultura é uma referência às milhares de pessoas que transitam diariamente pelo largo. Feita em aço corten, o autor expõe o material ao natural deixando as marcas do tempo.
Autor: José Resende
Inauguração: 09 de fevereiro de 1996
Localização: Largo da Carioca, Rio de Janeiro – RJ
O Portal
Histórico: A obra é uma cessão de uso da família do artista à cidade do Rio de Janeiro. A peça estava em Minas Gerais, no Instituto Amilcar de Castro, e a cessão foi patrocinada pela Galeria Silvia Cintra + BOX 4.
Autor: Amilcar de Castro
Inauguração: 13 de setembro de 2012
Localização: Praça Pio X, Rio de Janeiro – RJ
Obelisco
Histórico: Trata-se de um monumento comemorativo da abertura da Avenida Central (hoje Avenida Rio Branco) iniciada em 8 de março de 1904 e concluído na data de inauguracao do marco, dia 14 de novembro de 1906.
Autor: A. Januzzi Irmão & Cia.
Inauguração: 14 de novembro de 1906
Localização: Avenida Rio Branco, Centro, Rio de Janeiro – RJ
Obelisco ao Ventre Livre
Histórico: O monumento é composto por duas colunas de concreto. Uma figura tem o ventre vazado e na outra coluna as mãos presas e unidas.
Autor: Miguel Pastor
Inauguração: 1960
Localização:
Obelisco do Alargamento de Copacabana
Histórico: Trata-se de um marco oferecido pelos moradores de Copacabana à cidade.
Autor: desconhecido
Inauguração: 02 de julho de 1919
Localização: Praça Julio de Noronha, Rio de Janeiro – RJ
Obra sem título
Histórico: Estrutura de concreto na forma de um cilindro torcido. A obra permite que os que transitam por ela, percebam o movimento à medida que passa pela peça.
Autor: Ivens Machado
Inauguração: 1995
Localização: Rua Uruguaiana, Rio de Janeiro – RJ
Olavo Bilac
Histórico: Olavo Bilac é outro importante escritor que foi instalado no Passeio Público. Jornalista e poeta, Bilac tem no seu monumento um painel onde está representado seu poema épico, ‘O caçador de esmeraldas’, expressando seu nacionalismo. Foi membro fundador da Academia Brasileira de Letras.
Autor: Humberto Cozzo
Inauguração: desconhecida
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Oratório
Histórico: Este oratório se assemelha às torres religiosas barrocas. Construído pelas mulheres dos soldados retornados de Canudos que se instalaram no Morro da Providência, dando origem a nossa primeira favela. Ali, entronizaram a imagem do Cristo.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1901
Localização: Morro da Providência, Rio de Janeiro – RJ
Oratório
Histórico: Trata-se da imagem da Santa envolta em um oratório fixado na pedra da encosta.
Autor: desconhecido
Inauguração: 5 de abril de 1973
Localização: Tunel Sá Freire, Rio de Janeiro – RJ
Oratório a São Pedro
Histórico: Um novo oratório foi implantado nesta data pela prefeitura para homenagear o protetor dos pescadores na tradicional colônia de pesca do Posto 6 de Copacabana.
Autor: desconhecido
Inauguração: 11 de dezembro de 2008
Localização: Avenida Atlântica, Rio de Janeiro – RJ
Oratório da Nossa Senhora do Cabo  Boa Esperança
Histórico: Construído em 1763, foi transferido em 1812 para a esquina seguinte, onde hoje se abre a Rua Sete de Setembro, retornando ao local original em 1924.
Autor: Mestre Alves Setúbal
Inauguração: 1763
Localização: Rua do Carmo, 38, Centro, Rio de Janeiro
Oswaldo Cruz
Histórico: O monumento é uma homenagem ao pioneiro no estudo das moléstias tropicais e da medicina experimental no Brasil.
Autor: Humberto Cozzo
Inauguração: 1972
Localização: Praça Nicarágua, Rio de Janeiro – RJ
Outono
Histórico: Estátua neoclássica, em ferro fundido, da figura de um homem sobre um pedestal, também em ferro fundido, realizada nas Fundições de Val d’Osne, França.
Autor: Mathurin Moreau
Inauguração: provavelmente em 1860
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Outono
Histórico: É uma escultura de uma mulher olhando em direção a uma cesta de vime cheia de frutas.
Autor: Gustave Frédéric Michel
Inauguração: 1906
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Outono
Histórico: Trata-se de um conjunto escultórico representando as estações do ano: verão, inverno, primavera e outono. Essas peças são réplicas das existentes no Jardim de Versailles.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1929
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Oxóssi
Histórico: Esta obra foi doada à prefeitura da Cidade pela Coca-Cola Indústria S.A.
Autor: Carybé
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Ozanam
Histórico: O monumento foi doado à cidade para comemorar o centenário da Fundação da Confederação Vicentina do Brasil.
Autor: desconhecido
Inauguração: 4 de agosto de 1972
Localização: Praça Ozanan – Rio de Janeiro – RJ
O’Higgins
Histórico: O monumento foi doado à cidade do Rio de Janeiro pelo governo do Chile por ocasião do IV Centenário da fundação da cidade.
Autor: Caroccaba Tlor
Inauguração: 1965, na Avenida Chile, no canteiro central. Posteriormente, transferida para um canteiro lateral em 23 de maio de 1996. Em 17 de janeiro de 2007, foi
Localização: Praia do Flamengo, Rio de Janeiro – RJ
Pablo Neruda
Histórico: Trata-se de um marco de granito bruto com uma placa em bronze em reverência ao poeta.
Autor: Projeto da FPJ
Inauguração: 17 de novembro de 2004
Localização: Praia de Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
Padre Guilherme Decaminada
Histórico: É uma homenagem num busto em bronze ao missionário que trabalhou pela região de Santa Cruz.
Autor: desconhecido
Inauguração: 8 de dezembro de 1997
Localização: Praça Francisco Barbosa, Rio de Janeiro – RJ
Padre Miguel
Histórico: Trata-se de um busto em bronze em homenagem ao primeiro vigário de Realengo.
Autor: Mazzuchelli
Inauguração: 8 de setembro de 1948
Localização: Praça Padre Miguel, Rio de Janeiro – RJ
Painel
Histórico: Trata-se de uma reprodução do desenho de Millôr executado em azulejos para homenagear o frescobol.
Autor: Millôr Fernandes
Inauguração: 1998
Localização: Av. Nossa Senhora de Copacabana, 1120
Painel
Histórico: Trata-se de um painel de cerâmica abstrato, doado pelo artista, para adornar o espaço.
Autor: Paulo Freire
Inauguração: 2000
Localização: Rua São Clemente, Rio de Janeiro – RJ
Painel dos Abolicionistas
Histórico: Painel em argamassa com as efígies de diversos abolicionistas.
Autor: Miguel Pastor
Inauguração: 1960
Localização:
Painel dos Direitos Humanos
Histórico: O painel é um projeto social idealizado pela artista plástica francesa, cujo principal objetivo é divulgar a Declaração Universal dos Direitos Humanos em diversas cidades do mundo.
Autor: Françoise Schein
Inauguração: 2005
Localização: Morro da Providência, Rio de Janeiro – RJ
Painel dos Direitos Humanos
Histórico: O painel tem como objetivo divulgar a Declaração Universal dos Direitos Humanos em diversas cidades do mundo.
Autor: Françoise Schein
Inauguração: 2002
Localização: Praça da Estação Siqueira Campos, Rio de Janeiro – RJ
Paizinho Preto
Histórico: O monumento é uma homenagem a Joaquim Manuel da Silva, o paizinho Quincas, que foi um escravo de grande popularidade local.
Autor: Miguel Pastor
Inauguração: 13 de maio de 1958
Localização: Av. Cesário de Melo, 6946-6974 – Inhoaíba (com a Rua Adolfo Lemos)
Paulo de Frontin
Histórico: O busto foi erguido por inciativa de amigos e admiradores por sua atuação como engenheiro, no dia de seu 65º aniversário.
Autor: Ugo Taddey
Inauguração: 17 de setembro de 1925
Localização: Praça Floriano , Rio de Janeiro – RJ
Paulo Sampaio
Histórico: Este monumento é uma homenagem àquele que foi o pioneiro da aviação comercial no Brasil, com a empresa Panair do Brasil.
Autor: desconhecido
Inauguração: 29 de setembro de 2002
Localização: Praça Mal. Âncora – Rio de Janeiro – RJ
Pavilhão Nacional
Histórico: Desde 1917 o espaço recebe oficialmente a denominação de Praça da Bandeira.
Autor: Artur
Inauguração: desconhecido
Localização: Praça da Bandeira, Rio de Janeiro – RJ
Pax (Paz)
Histórico: Trata-se de uma coluna em mármore rosa de Verona, onde suportam quatro arandelas com a escultura em bronze representando a Paz.
Autor: Mário Matos
Inauguração: desconhecido
Localização: Praça Marechal Floriano, Rio de Janeiro – RJ
Pedra do Sal
Histórico: É um monumento histórico e religioso. O talho de uma rocha formando uma escada, executado por escravos para acesso a moradias.
Autor: desconhecido
Inauguração: século XVII
Localização: Rua Argemiro Bulção – Rio de Janeiro – RJ
Pedro Américo
Histórico: Na galeria dos grandes artistas brasileiros que foram homenageados no Passeio Público, o pintor Pedro Américo, que realizou o grandioso quadro ‘Independência ou Morte’, é um dos monumentos de nossa história.
Autor: Paulo Mazzucchelli
Inauguração: Desconhecida
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Pedro I
Histórico: Primeiro monumento construído no Brasil, foi idealizado no ano em que se comemorava os 50 anos da 1º Constituição Brasileira. Trata-se de um monumento de gratidão do povo brasileiro ao Imperador D. Pedro I.
Autor: Louis Rochet a partir do desenho de João Maximiniano Mafra
Inauguração: 30 de março de 1862
Localização: Praça Tiradentes, Rio de Janeiro – RJ
Pedro Max
Histórico: A homenagem foi o reconhecimento pelo seu destaque como diretor da Escola Naval, como chefe do Estado Maior da Armada e Ministro e por sua participação em operações de guerra na Europa.
Autor: Leão Veloso
Inauguração: Praia do Flamengo em 1954 e na Praça Mauá em 11 de novembro de 1998
Localização: Praça Mauá, Rio de Janeiro – RJ
Pequeno Jornaleiro
Histórico: O monumento é uma homenagem aos garotos que vendiam jornais pelas ruas do Rio. Foi uma iniciativa do jornal A Noite.
Autor: Fritz (Anísio Oscar Mota)
Inauguração: 3 de junho de 1933
Localização: Rua Sete de Setembro, Rio de Janeiro – RJ
Pereira Carneiro
Histórico: O monumento foi inaugurado na Praça Marechal Âncora e depois transferido para essa praça. Trata-se de uma homenagem ao jornalista e incentivador da aviação no Brasil.
Autor: E. Bertozzi
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Luis de Camões, Rio de Janeiro – RJ
Pereira Passos
Histórico: O monumento ao Prefeito Pereira Passos foi uma iniciativa dos funcionários da Municipalidade, como prova de justiça e gratidão ao grande reformador da cidade.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: 5 de novembro de 1914
Localização: Avenida Presidente Vargas, Praça Pio X, Rio de Janeiro – RJ
Pescador Napolitano
Histórico: Escultura de um menino brincando com uma tartaruga em mármore. Esta peça foi apresentada no Salão de Paris em 1831 e foi trazida para o Brasil.
Autor: François Rude
Inauguração: inaugurada no parque em data desconhecida
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Pirâmide de Aço
Histórico: Peça escultórica em aço inox.
Autor: George Guerra e George Lopes
Inauguração: 1996
Localização: Rua Engenheiro Trindade, Rio de Janeiro – RJ
Pirâmides
Histórico: As pirâmides foram construídas em blocos de gnaisse no governo do Conde dos Arcos (D. Marcos de Noronha de Britto). Tem cerca de 15m de altura e 2m em cada face do quadrilátero inferior. Em cada uma delas, há uma inscrição realizada em mármore de lioz: “A Saudade do Rio” e, na outra, “Ao Amor do Público”. Essas pirâmides foram o último trabalho público do Mestre Valentim.
Autor: Mestre Valentim
Inauguração: construídas no período de 1794 a 1806
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Piso Costanera
Histórico: Os barbeiros, a partir de meados do séc. XVIII, em uma passagem recentemente aberta, que ia da rua Direita (Primeiro de Março) até a do Carmo. Foi aberto no período colonial pela Ordem Terceira do Carmo. É calçado com blocos de pedra, com a calha no centro para o escoamento das águas.
Autor: desconhecido
Inauguração: século XVIII, começa a abertura em 1752 por ordem da Câmara Municipal
Localização: Beco dos Barbeiros, Rio de Janeiro – RJ
Piso Costanera
Histórico: Nome adotado a partir de 1767, quando da chegada do regimento Bragança, que ocupou os quartéis de São Bento, localizado nessa rua. O piso em blocos de pedra e a largura da caixa da rua caracterizam a ruela.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecido
Localização: Beco dos Braganças, Rio de Janeiro – RJ
Piso de Costanera
Histórico: Este beco é a rua mais estreita da cidade e se situa entre a Rua do Rosário e a Rua do Ouvidor. Tem este nome porque havia na rua duas cancelas que a fechavam a noite.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecido
Localização: Beco das Cancelas, Rio de Janeiro – RJ
Piso de Costanera
Histórico: Este beco se localiza entre as ruas Primeiro de Março e do Carmo. Foi aberta por exigência da Câmara dos Vereadores. O nome se deve a presença de barbeiros no local.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecido
Localização: Beco dos Barbeiros, Rio de Janeiro – RJ
Piso em Pé-de-Moleque
Histórico: Pavimentação típica das cidades brasileiras a partir do séc. XVIII. É um dos locais onde ainda se preserva a originalidade.
Autor: desconhecido
Inauguração: século XIX
Localização: Rua Santo Alfredo (que desce do Largo das Neves), Rio de Janeiro – RJ
Pixinguinha
Histórico: A peça foi baseada na foto de um ensaio realizado por Pixinguinha, em Nova York, em 1963. Anos depois, Alfredo Viana Neto, filho de Pixinguinha, ficou impressionado com a réplica de seu pai e, quando surgiu a oportunidade de homenagear o compositor, sugeriu a obra de Dumovich.
Autor: Otto Dumovich
Inauguração: 23 de abril de 1995
Localização: Travessa do Ouvidor, Rio de Janeiro – RJ
Plácido de Castro
Histórico: Plácido de Castro é o único militar que está homenageado no Passeio Público. O monumento foi erguido em sua homenagem por estabelecer para o Brasil o estado do Acre.
Autor: Shnoorr
Inauguração: 1973
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Plano Inclinado do Outeiro da Glória
Histórico: Foi construído para facilitar o deslocamento das pessoas até a igreja. Foi modernizado pela prefeitura em 2003, com melhorias na estrutura do leito que suporta os trilhos, maquinária e cabines.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1945
Localização: Rua do Russel, 312, Rio de Janeiro – RJ
Poesia em Ruínas
Histórico: Trata-se de uma escultura em mármore, adquirida na França, para adornar este espaço.
Autor: Jean Magrou
Inauguração: 1904
Localização: Praia de Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
Ponte de Ferro
Histórico: A ponte de ferro fundido é uma peça produzida pelas Fundições de Val d’Osne, França, imitando troncos de árvores amarrados e entrelaçados, próprio do estilo romântico introduzido por Glaziou no parque.
Autor: desconhecido
Inauguração: provavelmente em 1860
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Ponte dos Jesuítas
Histórico: Esta primeira obra de engenharia hidráulica do Brasil foi construída com a finalidade de regular o volume das águas do Rio Guandu.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1752
Localização: Estrada do Curtume, Rio de Janeiro – RJ
Pontes de rocailles (conjunto de 2 pontes)
Histórico: Trata-se de duas pontes de rocailles (argamassa decorada) imitando grande troncos de árvores.
Autor: Glaziou
Inauguração: 1888
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Portão (conjunto de 4 portões)
Histórico: São quatro os portões, um em cada eixo cartesiano do parque. O portão está fixado em colunas de gnaisses com um frontispício de ferro fundido de desenho sinuoso. Na parte superior, encontramos um arco que sustenta um medalhão, com as armas da República e abaixo uma placa com a data de 1873. Sobre as colunas, um vaso de ferro completa o conjunto.
Autor: Fundição de Val d’Osne
Inauguração: 1880
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Portão do Matadouro
Histórico: Trata-se do pórtico do antigo matadouro da cidade, uma construção neoclássica. A instalação desta construção tornou a área como Largo do Matadouro, que se tornou o fator de adensamento das cercanias. Em 1881, foi transferido para Santa Cruz.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1853
Localização: Praça da Bandeira, Rio de Janeiro – RJ
Portão Monumental
Histórico: Mestre Valentim criou um portão de ferro fundido no estilo Barroco, fixado em dois pilares de pedra de gnaisse. Por cima do portão, tem-se um medalhão de bronze dourado com efígies da Rainha D. Maria I e de seu marido. O portão tem elementos em granito e mármore de lizo.
Autor: Mestre Valentim
Inauguração: provavelmente em 1783
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Primavera
Histórico: Estátua neoclássica, em ferro fundid da figura de uma mulher sobre um pedestal, também em ferro fundido, realizada nas Fundições de Val d’Osne, França.
Autor: Mathurin Moreau
Inauguração: provavelmente em 1860
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Primavera
Histórico: É uma escultura representando uma mulher com movimentos leves e um pequeno sorriso segurando um arranjo de flores.
Autor: Gustave Frédéric Michel
Inauguração: 1906
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Primavera
Histórico: Trata-se de um conjunto escultórico representando as estações do ano: verão, inverno, primavera e outono. Essas peças são réplicas das existentes no Jardim de Versailles.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1929
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Princesa Isabel
Histórico: Trata-se de um marco na avenida em referência a àquela que, no dia 13 de maio de 1888, libertou os escravos no Brasil. O marco tem a efígie da princesa e atrás o texto da Lei Áurea. Foi uma doação do Metrô do Rio de Janeiro a Municipalidade.
Autor: desconhecido
Inauguração: Setembro de 1996
Localização: Avenida Treze de Maio , Rio de Janeiro – RJ
Princesa Isabel
Histórico: A estátua em homenagem à princesa foi comemorativa aos 115 anos da abolição da escravidão no Brasil.
Autor: Edgar Duvivier
Inauguração: 13 de maio de 2003
Localização: Av Princesa Isabel, Rio de Janeiro – RJ
Príncipe dos Bosques
Histórico: A peça foi doada à cidade pela Sociedade de Amigos da Lagoa.
Autor: Remo Bermucci
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Professor Carlos Alberto da Cruz Venceslau
Histórico: É um busto do fundador da Faculdade Castelo Branco doado à cidade pelos seus admiradores.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Padre Miguel, Rio de Janeiro – RJ
Prometeu
Histórico: Esta peça foi doada à Prefeitura da Cidade pela construtora Gávea Ltda. e Bolsa de Arte do Rio de Janeiro.
Autor: Evandro Carneiro
Inauguração: 1988
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Proteção
Histórico: Escultura em mármore de uma mulher semideitada tendo uma criança ao colo.
Autor: Celso Antônio
Inauguração: 1952
Localização: Praia de Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
Quiosque
Histórico: Um dos poucos exemplares dos antigos quiosques que existiram nas ruas do Rio de Janeiro, implantados no início do século XX, para venda de pequenas mercadorias. No Passeio Público, existem dois quiosques de madeira.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecido
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Quiosques (Guaritas – conjunto de 4 quiosques)
Histórico: Trata-se de quatro quiosques de madeira, um dos poucos exemplares dos antigos quiosques que existiram nas ruas da Cidade, implantados pelo prefeito Pereira Passos para venda de pequenas mercadorias.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1888
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Raimundo Correia
Histórico: Raimundo Correia foi jornalista, advogado e membro da Academia Brasileira de Letras e foi homenageado pela beleza de seus sonetos de caráter popular.
Autor: Honório Peçanha
Inauguração: novembro de 1944
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Raimundo Teixeira Mendes
Histórico: Teixeira Mendes foi homenageado na cidade por sua participação no movimento positivista, influenciado por Benjamin Constant e, principalmente, na defesa dos princípios abolicionistas e republicanos.
Autor: Bruno Giorgi
Inauguração: 19 de novembro de 1977
Localização: Praça Luis de Camões, Rio de Janeiro – RJ
Raízes – Amazonas
Histórico:
Autor: Fernando Casás
Inauguração: 1990
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Recanto Glaziou
Histórico: Este recanto, construído em rocailles (argamassa) imitando pedras, é próprio do estilo romântico introduzido pelo paisagista Glaziou. Neste recanto, de um lado existe um banco formado por pedras artificiais e, do outro, uma pequena cascata.
Autor: Glaziou
Inauguração: provavelmente em 1860
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Rei Alberto I
Histórico: O monumento foi erguido em homenagem ao Rei que visitou o Brasil em 1920, num reconhecimento dos moradores de Copacabana.
Autor: Laurindo Ramos
Inauguração: 1922
Localização: Praça do Poeta, Rio de Janeiro – RJ
Reis e Silva
Histórico: O monumento a Elias Reis e Silva é uma homenagem para imortalizar o cantor lírico nacional, um dos nossos principais tenores.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Relógio
Histórico: Trata-se de uma construção com equipamento e de um relógio de quatro faces.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1974
Localização: Rua Francisco Sá, 86, Copacabana, Rio de Janeiro – RJ
Relógio
Histórico: Equipamento construído com estrutura metálica e um grande relógio ao centro.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1996
Localização: Rua Coronel Agostinho, Rio de Janeiro – RJ
Relógio da Glória
Histórico: Situado no extremo da balaustrada de cantaria, está instalado um relógio da marca ‘Krussman’ com quatro mostradores luminosos.
Autor: desconhecido
Inauguração: 15 de abril de 1905
Localização: Rua da Glória, Rio de Janeiro – RJ
Relógio do Sol
Histórico: É um relógio de origem milenar baseado no movimento do sol. Doado à cidade por Luiz Ernani Negrão.
Autor: desconhecido
Inauguração: 19 de setembro de 1985
Localização: Parque Estadual da Chacrinha, Rio de Janeiro – RJ
Ritmo
Histórico: A escultura foi uma doação da empresa ECISA à cidade para adornar o prédio da Academia Brasileira de Letras.
Autor: Bruno Giorgi
Inauguração: junho de 1985
Localização: Avenida Presidente Wilson
Rodolfo Bernadelli
Histórico: A homenagem a Bernadelli foi realizada por seu discípulo, Correia Lima, que gravou no bronze sua intenção: Ao prof. Rodolfo Bernadelli.
Autor: Correia Lima
Inauguração: Desconhecidos
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Rodolfo de Amoedo
Histórico: Trata-se de uma homenagem ao professor e diretor da Escola de Belas Artes, que fez discípulos como: Eliseu Visconti, Lucílio de Albuquerque e Chamberland.
Autor: Correia Lima
Inauguração: 1940
Localização: Praça Luis de Camões, Rio de Janeiro – RJ
Rui Barbosa
Histórico: O monumento é uma homenagem a um dos principais juristas brasileiros. Rui Barbosa foi também político, diplomata, escritor, filósofo e tradutor.
Autor: Deocleciano Martins de Oliveira Filho
Inauguração: 1966
Localização: Rua Dom Manuel, Rio de Janeiro – RJ
Santa Bárbara
Histórico: O painel de Santa Bárbara foi concebido em homenagem às vítimas de um desabamento durante os trabalhos de abertura do Túnel Santa Bárbara. Inicialmente, se situava numa capela localizada em uma gruta acima do túnel. Em 1984, devido às precárias condições, foi desmontado. Em 1990, quando foi restaurado pela Fundação Roberto Marinho, firmaram acordo entre o Governo do Estado e o Museu Nacional de Belas Artes, foi transferido.
Autor: Djanira
Inauguração: 1964
Localização: Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro – RJ
Santa Sofia
Histórico: Trata-se de uma criação da imagem de Santa Sofia em frente à igreja da padroeira.
Autor: Miguel Pastor
Inauguração: desconhecida
Localização: Praça Sofia Moreira (Praça Santa Sofia)
Santos Dumont
Histórico: O busto é uma homenagem do povo de Santa Cruz ao Pai da Aviação.
Autor: Arsenal de Guerra
Inauguração: 23 de outubro de 1961
Localização: Rua Felipe Cardoso, Rio de Janeiro – RJ
São Francisco de Assis
Histórico: A estátua de São Francisco foi uma doação do Sr. Amaro da Silveira à prefeitura para adornar a praça no então conhecido campo do Russel.
Autor: Eduardo Sá
Inauguração: 03 de outubro de 1927
Localização: Praça Luis de Camões, Rio de Janeiro – RJ
Sara Kubitschek
Histórico: O monumento foi uma iniciativa da Associação Cultural Sara Kubitschek, em homenagem a sua patrona, para a comemoração do marco de adoção da praça pela Associação.
Autor: Mazeredo
Inauguração: 27 de junho de 1999
Localização: Av. Nossa Senhora de Copacabana, 1120
Saturnino Soares Meirelles
Histórico: Este busto foi erguido, por iniciativa do Instituto Hahnemanniano do Brasil, em homenagem ao fundador e presidente da instituição.
Autor: desconhecido
Inauguração: desconhecido
Localização: Praça Cruz Vermelha, Rio de Janeiro – RJ
Sebastião Leme
Histórico: A homenagem ao Cardeal foi consagrada por esse monumento, um agradecimento da Pátria.
Autor: Maria da Glória Viana Patrasso
Inauguração: 1951
Localização: Rua do Santana, Rio de Janeiro – RJ
Senador Otacílio Camará
Histórico: Trata-se de um busto em bronze em homenagem ao senador doado pelos seus amigos e admiradores.
Autor: Bernevenuta Berna
Inauguração: 1934
Localização: Rua Senador Camará com D.João VI, 15
Serafim Moreira
Histórico: É uma homenagem ao benfeitor do bairro de Kosmos.
Autor: Miguel Pastor
Inauguração: 11 de outubro de 1968
Localização: Praça Sofia Moreira (Praça Santa Sofia)
Sereia
Histórico: É uma escultura de ferro fundido das Fundições do Val d´Osne, França. A peça é da figura de uma sereia segurando em uma das mãos um peixe, de onde jorra água.
Autor: Provin Serres
Inauguração: provavelmente inaugurada junto com o parque em 1888
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Sérgio Cardoso
Histórico: Trata-se de uma homenagem ao ator brasileiro que fez grande sucesso na televisão nos anos 70 do séc. XX.
Autor: Maylota
Inauguração: 1973
Localização: Largo do Guimarães, Rio de Janeiro – RJ
Serzedelo Correia
Histórico: A homenagem em busto foi realizada em reconhecimento ao seu trabalho como engenheiro, no governo do prefeito Pereira Passos, num reconhecimento dos moradores de Copacabana.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: 6 de novembro de 1910
Localização: Praça Serzedelo Correia, Rio de Janeiro – RJ
Simón Bolívar
Histórico: A estátua equestre de Simón Bolívar foi doada ao Brasil pelo governo da Venezuela para homenagear seu herói e também libertador da Venezuela, Colômbia, Equador, Panamá, Peru e Bolívia.
Autor: desconhecido
Inauguração: 2 de outubro de 1978
Localização: Av. Lauro Sodré, Rio de Janeiro – RJ
Siqueira Campos
Histórico: O monumento é o reconhecimento aos 18 combatentes que em 6 de julho de 1922, sob o comando do tenente Antônio de Siqueira Campos, saíram em marcha pela Avenida Atlântica, numa posição de revoltados quanto ao comando.
Autor: José Rangel
Inauguração: 5 de julho em 1974
Localização: Av. Atlântica, Rio de Janeiro – RJ
Siqueira Campos
Histórico: Trata-se de uma homenagem a uma das principais figuras do Levante dos 18 do Forte de 1922.
Autor: Bertazzoni
Inauguração: 16 de julho de 1937
Localização: Praça Eugenio Franco, Rio de Janeiro – RJ
Sofia
Histórico: A peça foi doada à cidade do Rio de Janeiro pelo Jockey Club Brasileiro.
Autor: Sonia Ebling
Inauguração: 1979
Localização: Parque da Catacumba, Rio de Janeiro – RJ
Solar Windsurfer (Leveza da Pedra)
Histórico: A peça é em mármore de carrara esculpida de um bloco monolítico de mármore de carrara, onde foram cortadas por linhas verticais profundas que se direcionam para o centro da peça.
Autor: Jesper Neergaard
Inauguração: Outubro de 2001
Localização: Praça Senador Salgado Filho, Rio de Janeiro – RJ
Teixeira de Freitas
Histórico: O monumento é uma homenagem ao jurista e professor que escreveu sobre a Consolidação das Leis Civis, que projetou seu nome na história do Brasil.
Autor: Rodolfo Bernadelli
Inauguração: 7 de agosto de 1905
Localização: Avenida Marechal Câmara, Rio de Janeiro – RJ
Telmo Gonçalves Maia
Histórico: A homenagem está em um busto de bronze ao difusor do espiritismo.
Autor: Ruffo Fanucchi
Inauguração: 1958
Localização: Praça Telmo Gonçalves Maia, Rio de Janeiro – RJ
Terra
Histórico: Escultura abstrata do mais importante artista neoconcretista do Brasil.
Autor: Franz Weissmann
Inauguração: 1984
Localização: Rua da Assembleia, Rio de Janeiro – RJ
Tritão
Histórico: A escultura Tritão é uma das obras de Nicolino, que realizou diversas peças para embelezar os espaços públicos, principalmente na Quinta da Boa Vista.
Autor: Nicolina Pinto Couto
Inauguração: 1910, réplica realizada em 2004
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
União
Histórico: A obra neoclássica personifica os ideais valorizados pela filosofia positivista de Auguste Comte. Foram idealizadas e fundidas na França, nas Fundições do Val d´Osne, e trazidas para o Brasil para adornar a Praça, num conjunto com o monumento a D. Pedro I.
Autor: Mathurin Moreau
Inauguração: 1863
Localização: Praça Tiradentes, Rio de Janeiro – RJ
Varnhagem
Histórico: Trata-se de uma homenagem realizada pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro em comemoração a sua fundação.
Autor: Jose Otávio Correia Lima
Inauguração: 21 de outubro de 1938
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Vaso de Ferro Fundido
Histórico: Estes vasos de ferro fundido foram executados e instalados inicialmente na Praça Floriano, nos anos 80 do século XX. Foram retirados pelo projeto Rio Cidade Centro para o novo paisagismo da praça. Um dos vasos foi transferido para o largo para adornar aquele espaço.
Autor: Emilio Gianelle
Inauguração: anos 70 do século XX, fundição Luporini
Localização: Avenida Presidente Vargas, esquina com Rua Uruguaiana, Rio de Janeiro – RJ
Vasos
Histórico: São vasos de ferro fundido, um conjunto de 8 peças, instalados inicialmente na Praça Floriano. Depois das obras do Rio Cidade no Centro, estes foram transferidos para a Av. Presidente Vargas.
Autor: Emilio Gianelle
Inauguração: anos 70 do século XX, fundição Luporini
Localização: Avenida Presidente Vargas, Rio de Janeiro – RJ
Vênus
Histórico: A escultura foi instalada no Cais, onde desembarcaria a Imperatriz Tereza Cristina. De estilo neoclássica em mármore de carrara, é uma do conjunto de quatro esculturas que são as primeiras peças em área pública da cidade. Foi transferida para o Jardim do Valongo quando de sua construção por Pereira Passos.
Autor: desconhecido
Inauguração: 27 de janeiro de 1843 na atual Praça Barão de Tefé e em 1906 no Jardim do Valongo
Localização: Jardim do Valongo, Rio de Janeiro – RJ
Vênus Reclinado
Histórico: Peça de aço corte, uma expressão do corpo como forma de vencer a instabilidade e o peso.
Autor: Zé Resende
Inauguração: peça de 1991 e data de inauguracao desconhecida
Localização: Rua do Rosário, Rio de Janeiro – RJ
Vera Janacopulos
Histórico: A homenagem partiu de sua irmã para imortalizar a criadora de obras vocais da música clássica moderna.
Autor: Adriana Janacopulos
Inauguração: 20 de fevereiro de 1958
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Verão
Histórico: Estátua neoclássica, em ferro fundido, da figura de um homem sobre um pedestal, também em ferro fundido, realizada nas Fundições de Val d’Osne, França.
Autor: Mathurin Moreau
Inauguração: provavelmente em 1860
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Verão
Histórico: É uma escultura neoclássica de um homem em mármore, protegendo os olhos do sol.
Autor: Paul Jean Baptiste Gasp
Inauguração: 1906
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Verão
Histórico: Trata-se de um conjunto escultórico representando as estações do ano: verão, inverno, primavera e outono. Essas peças são réplicas das existentes no Jardim de Versailles.
Autor: desconhecido
Inauguração: 1929
Localização: Praça Paris, Rio de Janeiro – RJ
Vicente Celestino
Histórico: Trata-se de representação da cabeça de fisionomia de Vicente Celestino, um agradecimento ao povo carioca.
Autor: Tito Bernucci
Inauguração: 4 de agosto de 1970
Localização: Campo de Santana, Rio de Janeiro – RJ
Villa-Lobos
Histórico: Está instalado ao lado do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, como homenagem a quem tanto contribuiu para a música brasileira.
Autor: Bruno Giorgi
Inauguração: 1959
Localização: Avenida Rio Branco , Rio de Janeiro – RJ
Visconde de Inhaúma
Histórico: Trata-se de uma doação da Marinha de Guerra do Brasil à cidade do Rio de Janeiro para adornar a área próxima ao I Distrito Naval e homenagear uma personalidade da história do Brasil.
Autor: Fundido no Arsenal de Guerra
Inauguração: 22 de abril de 2012
Localização: Av Alfredo Agache, Rio de Janeiro – RJ
Visconde do Rio Branco
Histórico: Esta homenagem foi erguida por uma subscrição pública que ficou a cargo da Viscondessa. Após sua morte, foi erguido o monumento.
Autor: Felix Charpentier
Inauguração: 13 de maio de 1902 na Praça da Glória e em 1996 nesta praça
Localização: Praça Demétrio Ribeiro, Rio de Janeiro – RJ
Vitor Meirelles
Histórico: Victor Meireles é outro artista homenageado que foi professor de pintura histórica da Academia de Belas Artes, tendo realizado como principais telas A passagem do Humaitᔠe a “Batalha do Riachuelo”.
Autor: Eduardo Sá
Inauguração: 1925
Localização: Passeio Público – Rua do Passeio – Rio de Janeiro
Vitória
Histórico: É uma escultura abstrata em bronze.
Autor: Mazeredo
Inauguração: 10 de abril de 1992
Localização: Praça do Lido
Yitzhak Rabin
Histórico: O monumento é uma homenagem ao líder israelense. Foi uma homenagem do presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, o vereador Gerson Bergher.
Autor: Edgar Duvivier
Inauguração: 24 de setembro de 2000
Localização: Morro do Pasmado
Zumbi dos Palmares
Histórico: O monumento foi idealizado por Darcy Ribeiro para homenagear um líder e fortalecer a consciência negra. Zumbi dos Palmares não teve sua fisionomia identificada, portanto, para representá-lo, Darcy se utilizou como molde a cabeça de um rei Nigeriano do século XII, da nação Págé-Nagô, cuja peça original se encontra no Museu de Londres.
Autor: João Figueiras Lima e obra Engenheiro Humberto Moura.
Inauguração: 9 de novembro de 1986
Localização: Praça XI, Av. Presidente Vargas, Rio de Janeiro – RJ
Zumbi dos Palmares
Histórico: O busto a Zumbi foi uma iniciativa do Point Chic Charm doada à cidade do Rio de Janeiro.
Autor: Clecio Regis
Inauguração: 20 de novembro de 2004
Localização: Rua Figueiredo Camargo, Rio de Janeiro – RJ

Imagem destacada

  • Monumento a Eça de Queiroz, do escultor Rodolfo Pinto do Couto.

Mapa – Monumentos da Cidade do Rio de Janeiro

Fonte: Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro – Data Rio