Diário de Notícias

Título Diário de Notícias
Local de publicação Rio de Janeiro
Nome do fundador Orlando Ribeiro Dantas
Periodicidade Diária
Ano do primeiro exemplar 1930
Ano do último exemplar 1976

Houve pelo menos três jornais com o título Diário de Notícias no Rio de Janeiro: o de A. Clímaco dos Reis, que começou a circular em 1870; o Diário de Notícias republicano, no qual escreveram Rui Barbosa, Lopes Trovão, Medeiros e Albuquerque, Aristides Lobo e outros notáveis da literatura e política nacionais, e o Diário de Notícias fundado em 1930 por Orlando Ribeiro Dantas e que circulou até meados da década de 1970. (Biblioteca Nacional – Hemeroteca Digital Brasileira)

Monumento ao Prefeito Francisco Pereira Passos

O engenheiro Francisco Pereira Passos nasceu a 29 de agosto de 1836, na antiga vila, hoje cidade, de São João Marcos. Seus pais, o barão e a baronesa de Mangaratiba, eram fazendeiros nos municípios de São João Príncipe e de Mangaratiba. Fez os primeiros estudos na casa paterna, sob a direção de um professor contratado para esse...

Mais...

Monumento a Pedro Álvares Cabral

São do Dr. Ramiz Galvão as palavras que publicamos a seguir, transcritas do discurso que pronunciou em nome da Associação do Quarto Centenário do Descobrimento do Brasil, no ato inaugural do monumento a Pedro Álvares Cabral, em 1900, fazendo a entrega do mesmo ao prefeito desta capital: “Esta homenagem prestada à memória do glorioso descobridor...

Mais...

Monumento ao Pequeno Jornaleiro

Em junho de 1933, o vespertino “A Noite” tomou a iniciativa de festejar, com o mais vivo realce, o “Mês da Cidade”, tendo para isto organizado interessante e variado programa, do qual constou, entre outras solenidades, a inauguração da estátua do pequeno vendedor de jornais, de modo a perpetuar no bronze a figura do jornaleiro,...

Mais...

Monumento ao Visconde de Mauá

Irineu Evangelista de Sousa (Visconde de Mauá) nasceu a 28 de dezembro de 1813, na freguesia de Nossa Senhora do Arroio Grande, município de Jaguarão, na então província de São Pedro do Rio Grande do Sul. Foram seus pais João Evangelista de Sousa e d. Mariana de Sousa e Silva. Aos 9 anos de idade...

Mais...

Monumento ao Prefeito Pedro Ernesto

Era o Dr. Pedro Ernesto Batista natural do Estado de Pernambuco, tendo nascido na cidade de Recife, em setembro de 1884. Fez o curso de humanidades e os dois primeiros anos do de Medicina na Bahia, vindo completá-lo nesta capital (Rio de Janeiro), onde fez toda a sua carreira profissional. Dedicou-se à cirurgia, fundando, em 1918, a...

Mais...

Monumento a Eça de Queiroz

O romancista português José Maria Eça de Queiroz nasceu na Póvoa de Varzim, em 25 de novembro de 1845, sendo seu pai o magistrado José Maria Teixeira de Queiroz. Passou a sua juventude na cidade do Porto, onde frequentou vários colégios particulares, realizando os seus primeiros estudos; em seguida, transferiu-se para Coimbra, onde se matriculou...

Mais...

Monumento a Chopin

Frederico Francisco Chopin, pianista e compositor, nasceu na Polônia, em Zelazowa-Wola, perto de Varsóvia, no ano de 1809, e era de origem francesa. Começou ainda jovem a sua educação musical, aprendendo piano com o professor Adalberto Zwuny e composição com José Elsner. Tocou, em 1829, em Viena, e, em 1830, em Varsóvia. Ocupada esta cidade...

Mais...

Monumento a Dom João VI

D. João VI, vigésimo sétimo rei de Portugal, segundo filho da rainha D. Maria e de D. Pedro III, nasceu em Lisboa no ano de 1767. Reinou de 1816 a 1826, tendo exercido a regência desde 1792 até o falecimento de sua mãe; nos períodos mais agitados da história portuguesa. A guerra de Roussilon, em 1793, a...

Mais...

Monumento a Frei Leandro do Sacramento

Frei Leandro do Sacramento, botânico brasileiro, nasceu na cidade de Recife, no ano de 1778. Professou na Ordem dos Carmelitas reformados de Pernambuco (1798), formando-se em Filosofia na Universidade de Coimbra. Quando regressou a Pernambuco, foi nomeado lente de Botânica da Academia Médico-Cirúrgica do Rio de Janeiro e nesta qualidade dava suas aulas práticas no...

Mais...

Monumento a Santos Dumont

Alberto Santos Dumont nasceu a 20 de julho de 1873, no lugarejo de Cabangu, parada de João Aires, antigo município de Palmira, em Minas Gerais, onde viveu seu pai, Henrique Dumont, enquanto construiu a ponte sobre o Rio das Velhas e outras obras de engenharia. Quando Alberto completou sete anos, seu pai deixou a Serra...

Mais...

Monumento ao Barão de Escragnolle

O Marquês d’Escragnolle, por direito hereditário em França, e barão por título nosso, era natural desta capital (Rio de Janeiro), onde nasceu no dia 19 de julho de 1821. Revelando gosto decidido pela carreira das armas, entrou para o Exército no ano de 1837, alistando-se num Batalhão de Caçadores. Estudou na Academia Militar, onde fez...

Mais...

Monumento ao Barão de Taunay

Félix Emílio Taunay, barão de Taunay, nasceu na França, em Montmorency, no dia 1 de março de 1795, na mesma casa que foi habitada por João Jacques Rousseau, adquirida por seu pai, o pintor Nicolau Antônio Taunay, pertencente a uma das mais antigas famílias da aristocracia francesa e um dos fundadores do Instituto de França....

Mais...

Monumento ao Barão do Rio Branco

José Maria da Silva Paranhos, Barão do Rio Branco, nasceu no Rio de Janeiro, em 1845, e faleceu em 1912. Era filho do diplomata e estadista brasileiro Visconde do Rio Branco. Tendo iniciado em São Paulo o curso de Direito, foi terminá-lo na Faculdade de Direito de Recife. Depois de formado, fez uma viagem de...

Mais...

Monumento ao Cristo Redentor

Teve uma acolhida entusiástica, em todo o país, a ideia da ereção de um monumento ao Cristo Redentor, lançada no curso do ano de 1921 e que se destinava à comemoração do primeiro centenário da nossa Independência política. Os propugnadores de tão bela iniciativa viram-se calorosamente animados com as manifestações de aplausos recebidas de todos os Estados,...

Mais...

Monumento ao General Osório

Os atos de destemor e bravura praticados pelo general Manuel Luiz Osório – Marquês de Herval – nas lutas do Império, desde a campanha da Independência até a do Paraguai, fizeram-no passar à história com o justo renome de “lendário”. Nascido na antiga cidade de Conceição do Arroio (hoje, Osório), no Rio Grande do Sul,...

Mais...

Monumento ao índio asteca Cuauhtémoc

Cuauhtémoc – quer dizer – águia que tomba, como significa o hieróglifo do seu nome. Último imperador asteca de Anauha (México), nasceu em 1496, segundo alguns, ou em 1502, segundo outros, e morreu em 1522. Era filho do célebre Tiacatecuhtli, asteca Ahuitzatl, cujo caráter indômito herdou, correndo-lhe, pois, nas veias o sangue de um grande guerreiro. Quando...

Mais...

Monumento ao Visconde de Bom Retiro

Luiz Pedreira do Couto Ferraz, visconde do Bom Retiro, nasceu no Rio de Janeiro em 1818. Parlamentar e estadista do Império, sua atuação em prol dos interesses nacionais foi das mais proveitosas, distinguindo-se em todos os setores da administração e do Parlamento pelos seus sentimentos patrióticos. Dele dizia o imperador Pedro II: “É a consciência mais...

Mais...

Monumento aos Heróis de Laguna e Dourados

A retirada da Laguna foi um episódio trágico e emocionante da campanha do Paraguai, constituindo um acontecimento que veio pôr em destacada evidência o heroísmo, a abnegação, o patriotismo e a resistência do soldado brasileiro. No extremo norte do Paraguai estava situada uma importante fazenda do ditador Solano Lopez, que foi tomada, em 1867, por...

Mais...