Frei Leandro do Sacramento

Filho de Jorge Ferreira da Silva e Dona Thereza de Jesus Silva, nasceu na cidade do Recife, Pernambuco, em 1778, e faleceu no Rio de Janeiro a 1 de janeiro de 1829. Religioso carmelita, e licenciado em filosofia pela Universidade de Coimbra, foi nomeado lente de botânica e zoologia da academia médico-cirúrgica desta cidade, mais tarde diretor do Passeio Público e por último diretor do Jardim Botânico em 1824. Foi um distinto naturalista e, especialmente pela botânica, tinha tão decidida paixão, que, além de leccionar na academia, fazia constantemente sábias preleções nos dois estabelecimentos que dirigia, às quais concorriam não só seus alunos, mas também homens de elevada posição e que ele atraía tanto com sua erudição, como com sua amabilidade e delicadeza natural. No Rio de Janeiro exerceu também as funções de procurador geral de sua ordem. Não fez grandes explorações como naturalista porque disso o impossibilitava sua saúde precária, nem escreveu quanto poderia talvez; mas fez conhecidas muitas plantas, e sua aplicação à medicina mereceu elogios de A. de Saint Hilaire, e o célebre botânico italiano Giuseppe Baddi honrou-o, propondo o gênero Leandra na ordem das melastomáceas. Era sócio da Academia Real das Ciências de Munique, da Academia da Rússia, da Sociedade Horticultural de Londres, da Sociedade Real de Agricultura e Botânica de Gand, do Instituto colombiano, etc.…

Fonte