Rua dos Inválidos

RUA DOS INVÁLIDOS – Aberta ao trânsito público em 1791, com o nome de Rua Nova de São Lourenço, no vice-reinado do Conde de Resende, atravessando terrenos pantanosos. Do lado direito, a partir do Campo da Lampadosa, ou melhor, em frente a uma das faces do Campo de Sant’Ana, ficavam os terrenos ocupados por pequenas chácaras e o Asilo dos Inválidos, construído ao tempo daquele vice-rei, em 1794, na esquina da Rua do Senado, para servir de refúgio aos soldados reformados ou inválidos. O príncipe regente mandou reconstruir esse prédio que ficava no interior de uma chácara e ofereceu-o a seu médico particular Manuel Vieira da Silva (Barão de Alvaiaserez), físico-mor e, posteriormente, provedor-mor da saúde. A casa dos inválidos serviu mais tarde de residência ao Marquês de Valença que ali morreu. Foi essa propriedade incorporada por provisão de 20 de junho de 1816 aos próprios nacionais, como se vê da Coleção Nabuco.

De 1794 a 1888 chamou-se Rua dos Inválidos.

Em 1808, o presidente do Senado da Câmara, juiz de fora Agostinho Petra de Bitencourt, mandou desentulhar em 16 de agosto parte desse logradouro e recolher à cadeia os responsáveis por semelhante infração das posturas municipais, prevenindo aos demais moradores que seriam castigados severamente se procedessem da mesma forma, e, se fossem escravos, iriam para o calabouço.

Por deliberação da Câmara Municipal, de 14 de maio de 1888, passou a denominar-se a rua – Tomás Coelho, em homenagem ao conselheiro Tomás José Coelho de Almeida (Ministro da Guerra do gabinete João Alfredo) nascido a 28 de novembro de 1838 e falecido a 20 de setembro de 1895). A 21 de fevereiro de 1890, voltou à antiga nominação – Inválidos, confirmando-a a resolução da Intendência Municipal, de 28 de janeiro de 1892. O decreto n. 685, de 27 de junho de 1899, denominou-a Rua Menezes Vieira, em memória do professor Joaquim José de Menezes Vieira, falecido a 13 de agosto de 1897. Em 31 de outubro de 1917, o decreto n. 1.165, restabeleceu a antiga denominação Inválidos.

Fonte

Imagem destacada

  • Rua dos Inválidos no Guia e Plano da cidade do Rio de Janeiro, 1858, publicado por A.M.Mc. Kinney e Roberto Leeder, via Biblioteca Nacional.

Mapa