Trapiche da Cidade

TRAPICHE DA CIDADE – Entre a Rua do Ouvidor e o Largo do Palácio ficava esse trapiche, como se vê das plantas de 1808 e na de Walsh (Notices of Brazil in 1828 and 1829[1]. Aforado o terreno em 1636 e levantado pelo alcaide-mor Salvador Corrêa de Sá, com o nome de trapiche de ver o peso. Foi, posteriormente propriedade do Dr. Inácio José da Mota Leite estendendo-se suas dependências por essa época (século XVIII) até à Alfândega. Foi adquirido pelo governo pela quantia de 500:000$, de conformidade com a Lei n. 586, de 6 de setembro de 1850 [2] e incorporado no ano seguinte à Alfandega.

Notas do editor

  1. WALSH, R. (Robert), 1772-1852 – Notices of Brazil in 1828 and 1829 – London, F. Westley and A. H. Davis – 1830
  2. Lei N.º 586 – de 6 de setembro de 1850
    Manda reger no exercício de 1851 a 1852 a Lei do Orçamento N.º 555 de 15 de Junho do corrente anno.
    Art. 17. Fica o Govemo autorisado :
    § 1.º Para despender a quantia de quinhentos contos de réis na compra do edificio e terreno do Trapiche da Cidade.

Fonte

Imagem destacada

  • Trapiche da Cidade no Guia e Plano da cidade do Rio de Janeiro, 1858, publicado por A. M. Mc. Kinney e Roberto Leeder, via Biblioteca Nacional.

Mapa