Excursão Presidencial ao Morro da Urca

Na tarde da terça-feira, 5 de novembro de 1912, poucos dias depois de inaugurado o primeiro trecho do Caminho Aéreo do Pão de Açúcar, entre a Praia Vermelha e o Morro da Urca, o Presidente da República, Marechal Hermes Rodrigues da Fonseca, fez uma excursão ao alto da Urca, a convite do Prefeito do então Distrito Federal, General Bento Ribeiro Carneiro Monteiro.

Deixando o Palácio do Catete às 16:45 horas, em companhia do chefe de sua Casa Militar, coronel Luiz Barbedo; seu secretário, Dr. Álvaro Tefé, e ajudantes de ordens, capitães-tenentes Cunha Menezes e Coelho Lessa, chegou S. Exa. à estação inicial, na Praia Vermelha, às 17 horas.

Aí, já o aguardava o Prefeito; o diretor de Obras e Viação da Prefeitura, Dr. Jerônimo Coelho; os intendentes municipais Eduardo Raboeira, Silva Brandão, Artur Menezes e Fonseca Teles; os oficiais do 56.º Batalhão de Caçadores aquartelado na Praia Vermelha, capitães Erasmo de Lima e Fábio Fabricci e tenente Lourival Costa; os diretores da Companhia do Caminho Aéreo, Drs. Augusto Ferreira Ramos e Fridolino Cardoso; engenheiros; representantes da imprensa, e outras pessoas gradas.

Após os cumprimentos, ocuparam seus lugares no carro especial que os conduziu ao alto da Urca, durando a viagem 3 ½ minutos.

Já lá estava uma banda de música, que executou o Hino Nacional, ao mesmo tempo que o menino Humberto Fridolino Cardoso espargia flores à passagem do Chefe da Nação.

O Marechal Hermes da Fonseca e sua comitiva deram, então, um passeio pela chapada do morro, tendo oportunidade de apreciar o majestoso e incomparável panorama.

Em seguida, visitaram as oficinas e examinaram minuciosamente as máquinas e mais acessórios que movimentam os cabos de tração condutores dos carros de passageiros, verificando a solidez do conjunto, bem como o perfeito e seguro funcionamento de todo o sistema mecânico-elétrico. Admiraram, também, a grande estação, em via de conclusão, de onde partiriam os carros para o alto do Pão de Açúcar (trecho inaugurado a 18 de janeiro do ano seguinte).

Seguiu-se um “lunch” aos ilustres convidados, oferecido pelos diretores da empresa. Ao champagne, o Dr. Frederico Augusto da Silva, engenheiro-chefe da obra monumental, pronunciou um discurso, em que fez o histórico da construção, mostrando o que ela representava para o público. Concluiu, saudando em frases entusiásticas o Marechal Hermes da Fonseca, cuja presença ali “significava o interesse com que o Chefe da Nação acompanha, animando e encorajando, todos os empreendimentos úteis, todas as demonstrações do progresso moral e material da nossa pátria, revelando-se, assim, um patriota digno do respeito e da consideração daqueles que amam verdadeiramente este país”.

Por sua vez, o Dr. Augusto Ramos, presidente da Companhia, erguendo a taça em homenagem ao Presidente da República, agradeceu a honra da sua visita àquela obra da nossa engenharia, em companhia do Prefeito do Distrito Federal, e manifestou-se penhorado por tão alta distinção.

O Marechal Hermes, retribuindo as saudações, louvou os esforços empregados naquele empreendimento, sem dúvida de reais benefícios para a nossa Capital.

Às 18 horas, regressaram todos à estação da Praia Vermelha.

Na fotografia vê-se, da direita para a esquerda, o Marechal Hermes da Fonseca, o General Bento Ribeiro e o Dr. Augusto Ramos, no alto do Morro da Urca, em visita às obras do Caminho Aéreo do Pão de Açúcar.

Fonte

  • Dunlop, Charles Julius. Rio Antigo. 3ª Tiragem ed. Rio de Janeiro: Editora Rio Antigo, 1963. (Composto e impresso na Gráfica Laemmert, Ltda.).

Texto original

Mapa

Morro da Urca e Pão de Açúcar