Templos Históricos do Rio de Janeiro

  • Ferreira, Augusto Maurício de Queiroz. Templos Históricos do Rio de Janeiro. 2ª ed. Rio de Janeiro: Gráfica Laemmert Ltda., 1946. 310 p.

A obra realizada por Augusto Maurício, sobre os Templos Históricos do Rio de Janeiro, constitui uma contribuição de grande valor para enriquecer o nosso conhecimento do patrimônio de arquitetura religiosa desta cidade.

Rodrigo Melo Franco de Andrade

Santa Luzia

No ano de 1592, na Praia da Piaçava (hoje Santa Luzia) – então extensa faixa de areia branca, no sopé do Morro do Castelo, só havia um único edifício, e esse mesmo de aparência pobre e sem maiores atrativos, a não ser o fim piedoso a que se destinava. Era a pequena ermida de Santa...

Mais...

Santo Antônio

No cimo do monte que dá saída para o Largo da Carioca, abrangendo grande extensão de sua fralda de oeste, ergue-se, soberbo na sua tocante modéstia, o Convento de Santo Antônio. Convento de Santo Antônio do Largo da Carioca - P. G. Bertichem - 1856 Na igreja desse refúgio cristão, os brasileiros católicos, que constituem...

Mais...

São Francisco de Paula

Foi em 1754 que o monge beneditino Dom Frei Antônio do Desterro, grande devoto de São Francisco de Paula, instituiu no Rio de Janeiro um culto especial ao santo patriarca, ao qual deu a denominação de Venerável Ordem dos Mínimos. E logo a novel instituição, dado o tradicional espírito religioso dos brasileiros, teve a mais...

Mais...

São Roque

Paquetá, a aprazível e romântica ilha da Baía de Guanabara, cognominada por Dom João VI, de “Ilha dos Amores”, procurada ainda hoje pelos namorados, trovadores e artistas que se extasiam ante a enternecedora poesia que oferece aquele recanto magnífico de praias alvas e altos coqueiros – possui também a sua igreja histórica. Esse templo foi...

Mais...

Nossa Senhora da Glória

Mais uma vez somos gratos ao saudoso Moreira de Azevedo. Em seu precioso livro “O Rio de Janeiro”, encontramos a indicação para poder escrever sobre a Matriz da Glória, pois na referida igreja nada há a respeito de sua própria história. No citado livro de Moreira de Azevedo, diz o seu autor que F. B. Marques...

Mais...

Santo Elesbão e Santa Efigênia

O velho templo que se ergue na Rua da Alfândega, no trecho compreendido entre a Avenida Passos e a Rua Gonçalves Ledo, e que o povo conhece como sendo de Santa Efigênia, tem dois oragos: – Santo Elesbão e Santa Efigênia. Esses santos são de origem africana, pois foram respectivamente imperador da Abissínia e princesa da...

Mais...

Nossa Senhora do Carmo da Lapa

Segundo os apontamentos constantes do arquivo de Frei Alberto Nicholson, Definidor da Província Carmelitana no Rio de Janeiro, e que está escrevendo uma grande obra sobre a Ordem religiosa, a fundação do respectivo Convento data de 1590, isto é, de quando aqui chegaram, vindos de Santos, os primeiros frades. Eram eles chefiados por Frei Pedro...

Mais...

São Bento

Segundo vários escritores portugueses, todos de nomeada e idoneidade comprovada, foi em 1581, que chegaram ao Brasil, procedentes de Portugal, os primeiros monges beneditinos. Aportaram à Bahia, e estabeleceram-se na cidade de Salvador. Entre eles vinha Frei Antônio Ventura que era, por assim dizer, a figura principal do grupo de servos de Deus. Logo que...

Mais...

Santa Rita

Os católicos do Rio de Janeiro devem a ereção da Igreja de Santa Rita, à iniciativa particular de uma família de fidalgos portugueses aqui chegada no princípio do século 18. Antes do ano de 1710 desembarcaram neste porto Manoel Nascentes Pinto, sua esposa Dona Antônia Maria e um filho. Vinha o fidalgo dar cumprimento a...

Mais...

Nossa Senhora da Glória do Outeiro

Há mais de 220 anos já, os navios que entravam na baía de Guanabara, avistavam no cimo de pequena elevação, uma capela muito alva, muito poética, resplandecendo, de tão branca, aos raios do sol carioca. Era ela a primeira demonstração viva de fé religiosa que o Rio de Janeiro oferecia aos seus visitantes. Vista do...

Mais...

São Gonçalo Garcia e São Jorge

Na Rua da Alfândega, esquina da Praça da República, está situada a Igreja de São Gonçalo Garcia e São Jorge. Esse templo foi fundado por Provisão concedida em dezembro de 1758, em terreno doado pelo Cônego Antônio Lopes Xavier, terreno esse que media 5 braças de frente por 18 de fundos, ao qual, em 1759, mais...

Mais...

Nossa Senhora da Lampadosa

Devemos a Noronha Santos, um dos mais profundos conhecedores da história do velho Rio de Janeiro, e a Everardo Backheuzer, não menos dedicado ao estudo das coisas cariocas, e que nos aproximou daquele outro historiador, – a possibilidade de escrever sobre a Igreja da Lampadosa, pois a própria Irmandade pouco possui a respeito de seu...

Mais...

Nossa Senhora do Carmo

A fundação da Venerável Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte do Carmo, no Rio de Janeiro, data de 1648, tendo a ideia de sua ereção partido de um grupo de irmãos daquela Ordem professos em Portugal. Reconhecendo eles a sua utilidade, deliberaram criar aqui um sodalício idêntico. Esse fato ocorreu no dia 19 de...

Mais...

Nossa Senhora da Penna

O templo de Nossa Senhora da Pena, padroeira da Imprensa, das Artes e das Ciências, construído no cimo de pitoresco monte em Jacarepaguá, data de cerca de trezentos anos. De estilo colonial, suas linhas sóbrias e austeras, constituem um atestado do gosto artístico da época. Ao tempo em que se ergueu o santuário no morro,...

Mais...